Gestantes e mamães de recém-nascidos: saibam quais são os seus direitos nos planos de saúde

Aqui você vai encontrar algumas  dicas para que você não seja enganada pelo seu plano.

Para começar, imagine seguinte situação: você contratou um plano de saúde em novembro de 2019, mas descobriu, no mês seguinte, que estava grávida de 3 meses. Ou seja, sua gravidez se iniciou em setembro e muito provavelmente seu bebê nascerá em junho de 2020.

Agora responda: nesse caso, você sabe se os procedimentos serão cobertos e se o seu bebê nascerá com segurança pelo plano de saúde? Caso tenha ficado em dúvida com relação à resposta, continue acompanhando este texto. Vou te ajudar a responde-la.

A situação exemplificada acima é muito comum de acontecer. Pensando nisso, para que você possa viver a sua gestação com tranquilidade, separei as principais dúvidas que eu recebo em meu escritório sobre esse assunto. Dessa forma, compartilhando informações, auxiliar muitas de vocês a garantir um parto e pós-parto seguro e confortável, para você e seu bebê.

Existe diferença de cobertura para partos em planos de saúde familiares e coletivos?
Sim! Geralmente os planos coletivos (empresariais) não possuem carência. Dessa forma, a inclusão da funcionária dentro do prazo legal, de 30 dias pós-contratação, já permite que o parto seja coberto pelo plano de saúde. Por outro lado, os planos individuais e familiares possuem um prazo legal máximo de 300 dias de carência para partos. Ou seja, para que gestante tenha o parto coberto, é necessário que o período de 10 meses já tenha sido cumprido.

Eu engravidei antes da contratação do plano individual. Meu parto estará coberto?
Os planos de saúde, conforme dito acima, não são obrigados por lei a cobrir o parto pelo período máximo de 300 dias após a assinatura do contrato individual, ou seja, nos 10 primeiros meses. Por isso é importante conversar com o representante do convênio para verificar as possibilidades e, quem sabe, alinhar a cobertura do procedimento.

Mas e se eu precisar fazer o parto de emergência? Mesmo assim o plano não estará obrigado a cobrir?

Essa é uma pergunta muito importante! Por isso, preste atenção nesta resposta. Independentemente de qual seja a carência, o plano deverá cobrir o nascimento do seu bebê em situações de emergência/urgência. Assim, caso a gestante enfrente uma situação drástica que precise de intervenção médica para resguardar sua vida ou a do bebê, o plano deverá cobrir de imediato.

O que devo fazer caso meu plano de saúde se negue a cobrir a internação de emergência/urgência?

Nesse caso, é fundamental que você tenha em mãos o prontuário médico atestando que o parto foi realizado em situação emergencial. Isso porque a fatura hospitalar deverá ser quitada ou reembolsada pelo plano de saúde em até 30 dias contados a partir da data do protocolo do pedido.

Cabe indenização caso eu sofra a negativa de cobertura emergencial para o meu parto?

A depender do caso, por entendimento da Justiça, o plano de saúde pode ser obrigado a pagar indenização por danos morais à mulher que teve o parto negado. Por isso, é extremamente importante que todos os documentos médicos, prontuários e laudos sejam requeridos junto ao hospital e guardados pela família.

Eu escolhi ter meu filho em casa, por meio de um parto normal. O plano de saúde é obrigado a cobrir esse tipo de procedimento?

Não. Esse não é um procedimento listado no rol da ANS e, por isso, não deve ser custeado pelo seu plano de saúde. Porém, em alguns casos, a futura mamãe pode solicitar um upgrade de coberturas e pagar esse serviço à parte. De qualquer forma, é importante conversar com um representante do seu convênio a fim de verificar a possibilidade da cobertura dessa modalidade. A precaução é o melhor caminho!

Após o nascimento, meu bebê estará coberto?

Sim. O plano de saúde assegura o bem-estar do seu bebê logo após o nascimento. Contudo, para isso, a lei determina que você regularize a inscrição do bebê junto ao seu plano de saúde em até 30 dias após o parto. Caso contrário, poderá ser imposto período de carência.

Vacina pentavalente volta a ser disponibilizada nas unidades de saúde

vacina pentavalente volta a estar disponível nesta quarta-feira (15) em todas as unidades básicas de saúde de São José dos Campos. Nesta terça-feira (14), a Vigilância Epidemiológica do Estado encaminhou à Prefeitura 5.950 doses da vacina, que começarão as ser distribuídas nas primeiras horas da manhã desta quarta para as 40 UBS's do município.

A vacina estava indisponível na rede pública desde o final do ano passado.

 A última remessa, com 3.000 doses, chegou em novembro e acabou em poucos dias.

 O Ministério da Saúde justificou atrasos no fornecimento devido a problemas com o fornecedor. Por isso, desde agosto do ano passado as doses começaram a chegar de forma escalonada em todo o Brasil.

Proteção contra a difteria

A vacina pentavalente garante a proteção contra a difteria, tétano, coqueluche, hepatite B, e contra a bactéria haemophilus influenza tipo b, responsável por infecções no nariz, meninge e na garganta. Ela é aplicada aos 2, 4 e 6 meses de idade. 

DTP

Já a vacina DTP, que também esteve em falta pelo mesmo motivo, voltou a ficar disponível nas unidades básicas nesta terça-feira (14). A Prefeitura recebeu nesta segunda (13) 3.000 doses que já foram distribuídas às UBS's. A DTP previne contra difteria, tétano e coqueluche é aplicada aos 15 meses e depois, como reforço, entre 4 e 6 anos de idade.

Serviços médico-hospitalares receberão créditos de R$ 94 mil

A abertura de crédito de R$ 94 mil para cobertura de serviços médico-hospitalares prestados em unidades ambulatoriais por instituições privadas sem fins lucrativos será realizada em Taubaté.

A iniciativa da lei é do prefeito e o valor está sendo tirado da ação “transferências e convênios federais”.

Para ter acesso à integra desta e de outras leis municipais, acesse o site da Câmara, seção Legislação.

Hospital Regional abre processo seletivo para 50 vagas

O Hospital Regional de São José dos Campos anunciou a abertura de um processo seletivo para 50 vagas em diversos cargos. Os salários variam de R$ 1,3 mil a R$ 8 mil.

Para fazer a inscrição, os interessados devem preencher uma ficha disponível no site e comparecer ao hospital entre segunda (13) e quinta-feira (16), das 9h às 15h. O edital está disponível na internet. O Hospital Regional de São José fica na rua Goiânia, 345, no Parque Industrial.

VEJA AS VAGAS:

  • Analista de Gestão de Pessoas
  • Assistente Social
  • Auxiliar Administrativo
  • Auxiliar Administrativo (PCD)
  • Enfermeiro Centro Cirúrgico
  • Enfermeiro Generalista
  • Enfermeiro Pediatria
  • Enfermeiro da Qualidade
  • Engenheiro Segurança do Trabalho
  • Enfermeiro do Trabalho
  • Enfermeiro UTI Pediátrica
  • Enfermeiro UTI Adulto
  • Farmacêutico Clínico
  • Faturista Hospitalar
  • Fonoaudiólogo
  • Maqueiro
  • Médico do Trabalho
  • Odontólogo
  • Técnico de Aparelho Gessado
  • Técnico de Enfermagem
  • Técnico de Farmácia
  • Técnico de Saúde Bucal
  • Técnico de Segurança do Trabalho
  • Terapeuta Ocupacional

Vereadores aprovam Orçamento 2020 com R$ 2,7 milhões direcionados ao H-Mut

Com R$ 2,7 milhões destinados ao H-Mut (Hospital Municipal Universitário de Taubaté) por meio de emendas impositivas, os vereadores de Taubaté aprovaram dia 17 o Orçamento de 2020, definido no projeto de lei ordinária nº 81/2019, de autoria do prefeito, que estima a receita e fixa a despesa do Executivo, do IPMT (Instituto de Previdência do Município) da Universidade de Taubaté e suas fundações.

Juntos, Prefeitura, IPMT, e fundações universitárias estimam arrecadar R$ 1,7 bilhão, dos quais R$ 1,2 bilhão serão provenientes da administração direta; R$ 171 milhões do IPMT; R$ 62 milhões das fundações.

À Secretaria de Educação deverão ser destinados R$ 369,5 milhões; Saúde, R$ 305 milhões; Serviços Públicos, R$ 152 milhões; Obras, R$ 111 milhões. À Câmara deverão ser destinados R$ 35,9 milhões em 2020.

A reserva de contingência totaliza R$ 17 milhões, das quais R$ 16 milhões são da administração direta. Desta reserva serão retirados os recursos para as emendas parlamentares, que totalizam R$ 13,3 milhões e correspondem a 1,2% da receita corrente líquida.

Cada vereador tem à disposição R$ 701 mil para apresentar em emendas, e metade dos recursos deve, necessariamente, ser enviado a ações na área da saúde. Daí provém o recurso para investimentos e despesas do H-Mut.

Pinda receberá a carreta da mamografia

O Governo do Estado de São Paulo autorizou o envio da carreta do Programa “Mulheres de Peito” para Pindamonhangaba, entre os dias 17 e 29 de fevereiro.

O veículo vai oferecer exames de mamografia de segunda à sexta-feira, das 9h à 18h, e aos sábados, das 9h às 13h, exceto aos feriados. As imagens captadas pelos mamógrafos são encaminhadas para o Serviço Estadual de Diagnóstico por Imagem (Sedi), serviço da Secretaria que emite laudos à distância, na capital paulista. O resultado sai em até 48 horas após a realização do procedimento.

O câncer de mama é a maior causa de morte por tumores em mulheres no Brasil e também em São Paulo. 

Taubaté lança a Campanha Janeiro Roxo

Taubaté inicia 2020 com a campanha Janeiro Roxo para estimular a conscientização quanto a casos de hanseníase.

Esta doença tem cura, mas se não for diagnosticada e tratada em tempo, pode provocar sequelas irreversíveis.


O Brasil é o segundo país com mais casos de hanseníase, atrás apenas da Índia. Por ano, são registrados perto de 30 mil casos da doença, nos vários estados brasileiros e dentre as várias classes sociais, incluindo adultos e crianças.

Em Taubaté, balanço da Vigilância Epidemiológica indica que foram registrados desde 2017 um total de 56 casos da doença. De janeiro a 12 de dezembro de 2019 foram 19 registros.

Os casos suspeitos são encaminhados pelo médico das unidades básicas de saúde ou por especialistas para avaliação dermatológica no Ambulatório Municipal de Infectologia (AMI).

Durante o Janeiro Roxo estão previstas a realização de exames, ações de conscientização nas unidades de saúde e divulgação do tema nas redes sociais.

 

Atendimento no Centro Pop é suspenso para mudança de endereço

A Prefeitura de Taubaté suspendeu o atendimento do Centro de Referência Especializado para população em situação de rua – conhecido como Centro Pop – até a próxima quinta-feira dia 19.

Segundo a administração municipal, a partir do dia 23 de dezembro a unidade vai funcionar em novo endereço, na rua Arthur Vieira, 295, no bairro Jardim Maria Augusta (próximo à Associação de Taubaté).

 No dia 20 de dezembro, sexta-feira, será realizado um café natalino para usuários já atendidos.

O Centro Pop desenvolve o trabalho diário de atendimento à população em situação de rua.

 O atendimento pessoal é de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30 e também por meio do Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS), que faz busca ativa nas ruas e também atende denúncias, com funcionamento de domingo a domingo, das 8h às 20h, ou através do telefone (12) 99684-4596.

Primeiro caso de Chikungunya no ano é registrado em Taubaté

A Vigilância Epidemiológica confirmou o primeiro caso de Chikungunya no ano em Taubaté.

 É um caso autóctone, o paciente passa bem e segue em monitoramento.

Segundo a Prefeitura Municipal, no mesmo período do ano passado foram registrados nove casos de chikungunya em Taubaté, entre os quais 4 positivos autóctones (contraídos no próprio município) e 5 positivos importados.

Já casos de dengue foram notificados 223 pacientes entre os meses de janeiro e 10 de dezembro deste ano. Entre os casos registrados em 2019, 187 autóctones e 36 importados.

Go to top
JSN Time 2 is designed by JoomlaShine.com | powered by JSN Sun Framework