Esportes

Secretaria abre inscrições para apresentação de projetos esportivos em Taubaté

Secretaria abre inscrições para apresentação de projetos esportivos em Taubaté

A Secretaria de Esportes e Lazer de Taubaté abriu nesta semana as inscrições para apresentação dos projetos esportivos para a temporada de 2021. As inscrições, que seguem até o dia 6 de novembro, visam a cessão de bolsas-auxílio a atletas e equipes esportivas por meio do Fundo de Assistência ao Desporto Amador de Taubaté (Fadat).

As inscrições se destinam a projetos esportivos de equipes (pessoa jurídica) e/ou atletas individuais (pessoas físicas), visando competições de alto rendimento para atletas não profissionais.  O modelo da inscrição está disponível no endereço eletrônico http://www.taubate.sp.gov.br/fadat/  porém, a formalização deve ser realizada presencialmente na  secretaria do Fadat, anexo à Secretaria de Esportes e Lazer, que fica à Rua Edmundo Morewood, 331 na Vila Edmundo, das 8h às 12h e das 14h às 18h.

Os projetos serão submetidos à análise do Conselho Diretor do Fadat. Em caso de aprovação, serão concedidas bolsas-auxílio destinadas à manutenção e aprimoramento técnico desportivo de equipes, atletas e comissões técnicas que representem a cidade de Taubaté. Também poderá ser concedido transporte, taxas federativas, arbitragem e inscrições em competições mediante disponibilidade orçamentária.

A homologação final dos resultados será no dia 21 de dezembro de 2020.

Todas as informações e pré-requisitos estão dispostos na “Resolução Fadat nº 02/2020” que se encontram no site da Prefeitura de Taubaté.

Taubaté arranca empate no clássico contra o São José pelo Paulista Feminino

Taubaté arranca empate no clássico contra o São José pelo Paulista Feminino

A equipe de futebol feminino da Associação Desportiva Taubaté entrou em campo pela terceira rodada do Campeonato Paulista. Disputando o clássico regional diante do São José, as taubatenas saíram de campo com o empate, 1×1, resultado que deixou o time na liderança do Grupo 2 do Estadual.

O São José abriu o placar aos 25 minutos do primeiro tempo em chute de fora de Rafa Marques. O empate do Taubaté saiu no inicio da etapa final, aos 5 minutos, com Victória Liss.

Com duas vitórias e um empate, o Taubaté soma 7 pontos e lidera a chave com uma partida disputada a mais do que o Corinthians, que ocupa a segunda colocação. O próximo jogo das taubateanas será contra o Santos, no dia 5 de novembro em Guaratinguetá.

Vôlei Taubaté enfrenta Guarulhos para confirmar vaga na final do Paulista

Vôlei Taubaté enfrenta Guarulhos para confirmar vaga na final do Paulista

O segundo jogo da semifinal do Campeonato Paulista, entre Vôlei Taubaté e Vedacit Guarulhos acontece nesta sexta-feira (9), às 19h30, no ginásio do Abaeté. A equipe da casa precisa de uma vitória por qualquer placar para se garantir na decisão do estadual.

Na primeira partida, também realizada no Abaeté, o time comandado por Javier Weber não enfrentou dificuldade para vencer por 3 sets a 0.

Para o experiente ponteiro Maurício Borges, a postura da equipe demonstrou que a força do elenco vai ser o diferencial taubateano para as finais do Paulista e no decorrer da temporada. “Analisando o rendimento especificamente no terceiro set, onde chegamos a ficar bem atrás do placar, não vejo que tivemos uma queda de rendimento ou algo assim. Foi um momento de baixa concentração, não seguramos o foco e o adversário se aproveitou. Mas a nossa reação mostra o quanto nosso time tem condições de se adaptar à situações de pressão e buscar a virada. Temos de estar cientes que teremos momentos como esse a todo momento, então cabe a nós trabalhar forte para minimizar as chances disso acontecer ao longo dos próximos jogos. Acredito que teremos mais uma partida dura nesta sexta-feira.”, comentou Maurício.

Em cinco jogos disputados no Paulista, o Taubaté ainda não perdeu set. Em duas dessas partidas o adversário foi a equipe de Guarulhos.

Do outro lado da chave, o Vôlei Renata bateu o Vôlei UM Itapetininga no primeiro jogo e também precisa de uma nova vitória para reeditar a final do Campeonato Paulista de 2019, contra Taubaté. A segunda partida acontece neste sábado (10), às 21h30, em Campinas.


Palmeiras goleia e garante vaga nas oitavas de final da Libertadores

O Palmeiras carimbou sua classificação às oitavas de final da Copa Libertadores da América com uma goleada por 5 a 0 para cima do Bolívar na noite desta quarta-feira, no Allianz Parque, pela quinta rodada. A noite serviu para lavar a alma, já que Wesley e Rony desencantaram com a camisa alviverde.

Com o resultado, o Palmeiras chegou aos 13 pontos, na liderança do Grupo B. O Guaraní, em segundo, com um jogo a menos, tem sete. Bolívar soma quatro e Tigre, um.

O Palmeiras começou em cima do Bolívar e precisou de apenas dois minutos para abrir o placar. Rony foi acionado em velocidade e deu para Wesley. O atacante tentou e viu a bola sobrar para Willian, que empurrou para o gol. Após o gol, o time paulista acomodou e chegou a ser pressionado pelo rival.

Aos 14 minutos, Rey arriscou e exigiu grande defesa de Weverton. O goleiro voltou a brilhar ao pegar um arremate de Anderson, de entro da área. Ainda deu tempo do camisa 1 pegar mais uma, aos 46, após cobrança de escanteio e desviou na primeira trave.

No segundo tempo, porém, o time deslanchou. Logo no minuto inicial, Wesley avançou pela esquerda e mandou no ângulo, com capricho. O terceiro veio aos 13, com Viña. O lateral aproveitou a sobra e chutou com força para fazer mais um.

O Palmeiras continuou pressionando e fez o quarto aos 15 minutos. Viña cruzou na medida para Raphael Veiga fazer o seu, com direito a frango do goleiro Javier Rojas. Aos 18, enfim Rony desencantou com a camisa alviverde. Ele recebeu grande passe de Wesley e mandou de cabeça para fazer o quinto.

Nos minutos finais, o Palmeiras começou a administrar a vantagem, mas sem deixar de atacar. Wesley e Willian tentaram de novo, mas sem sucesso, nada que estragasse a festa.

Na próxima rodada, o Palmeiras enfrenta o Tigre-ARG no dia 21 de outubro (quarta-feira), às 21h30, no Allianz Parque, em São Paulo. No mesmo dia e horário, o Bolívar-BOL recebe o Guaraní, no Hernando Siles, na Bolívia.

CBV cria competição para compensar encerramento forçado da última Superliga

CBV cria competição para compensar encerramento forçado da última Superliga

A Superliga Masculina 2019/2020 foi encerrada ainda na primeira fase, após o início dos casos de coronavírus no Brasil e as medidas preventivas adotadas.

 Sem definir o campeão, a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) resolveu abrir a temporada 2020/2021 em âmbito nacional com o Troféu Super Vôlei Banco do Brasil.

O torneio masculino será realizado de 21 a 24 de outubro, na Arena Minas, e reunirá as oito melhores equipes da fase de classificação da última Superliga.

 Líder até o encerramento da competição, o Vôlei Taubaté enfrentará nas quartas de final o Pacaembu Ribeirão (8º colocado), no dia 21. A equipe de Ribeirão preto herdou uma vaga entre os oito melhores, após o fim das atividades do Sesc-RJ, terceiro colocado na competição nacional.

Na mesma data, antes do duelo dos taubateanos, se enfrentam Sesi-SP (3º) e Blumenau (6º). Já no dia 22 de outubro, as partidas serão entre Vôlei Renata (4º) e Minas Tênis Clube (5º), e entre Sada Cruzeiro-MG (2º) e Vôlei UM Itapetininga (7º).

As semifinais serão disputadas no dia 23 de outubro e a grande decisão acontece no dia 24, às 21h30. Todas as partidas serão transmitidas pelo canal por assinatura SporTV.

Confira a tabela completa:

Quartas de Final 
21/10 (Quarta-Feira)
Jogo 1 - 19h00 – SESI-SP (3º) x Apan Eleva Blu (SC) (6º)
Jogo 2 - 21h30 - EMS Taubaté Funvic (SP) (1º) x Pacaembu Ribeirão (SP) (8º)

EC Taubaté perde nos pênaltis e se despede da Série A2 de 2020

O sonhado acesso do EC Taubaté para a Série A1 do Campeonato Paulista ficou mais uma vez pelo caminho. Após 1 a 1 no tempo normal, o Burro da Central acabou eliminado nos pênaltis para o São Bento, pelas quartas de final da Série A2 de 2020.

A partida realizada em Sorocaba teve dois personagens improváveis: o goleiro Lucas Macanhan pelo time mandante e o atacante Quirino pelo Alviazul.

O jogador do Taubaté entrou no segundo tempo e marcou um belo gol para empatar a partida e salvar o time no tempo normal. Porém, após oito cobranças certeiras dos sorocabanos e sete dos taubateanos, o mesmo Quirino errou sua cobrança, parando em Lucas. Salvador nas penalidades, o arqueiro de 26 anos se redimiu após cometer erros notáveis durante a partida.

Com o resultado, o São Bento se garante na semifinal da Série A2 e terá pela frente o São Bernardo. O vencedor dos dois duelos fica com uma das duas vagas na elite do estadual em 2021.

Já o Burro da Central se despede da temporada, que acabou sendo marcada pelo longo período de paralisação por conta da pandemia de coronavírus. 

Lewis Hamilton vence o Grande Prêmio da Toscana de Fórmula 1

Na estreia do circuito de Mugello na Fórmula 1, o hexacampeão Lewis Hamilton venceu o Grande Prêmio da Toscana, na Itália, realizado  no  ultimo domingo (13).

 Com esta vitória, o piloto da Mercedes conquistou seu 90º triunfo na história da F1. Foi o sexto êxito do britânico em nove corridas disputadas nesta temporada.

Assim como no treino classificatório, o companheiro de equipe Valtteri Bottas ficou na segunda colocação.https://i0.wp.com/agenciabrasil.ebc.com.br/ebc.png?w=750&ssl=1" width="1" height="1" />https://i2.wp.com/agenciabrasil.ebc.com.br/ebc.gif?w=750&ssl=1" width="1" height="1" />

Em busca de recorde

Com o triunfo deste domingo, Hamilton somou o total de 90 vitórias em sua carreira, ficando a apenas uma de igualar o recorde de maior número de vitórias de um mesmo piloto na categoria, que pertence ao alemão Michael Schumacher.

Palmeiras supera Corinthians em Derby realizado na Neo Química Arena

Palmeiras supera Corinthians em Derby realizado na Neo Química Arena

O Palmeiras manteve a invencibilidade de 13 jogos na temporada e encerrou um jejum de dois anos sem ganhar do seu maior rival na noite desta quinta-feira (10) ao vencer o Corinthians por 2 a 0 na Neo Química Arena pela nona rodada do Brasileirão.

Invicto, o Palmeiras chegou aos 16 pontos e encostou nos líderes, pulando para o quarto lugar. Por outro lado, o Corinthians estacionou nos nove e é o 13º colocado. Ambos ainda estão com um jogo pendente.

Os dois times começaram o clássico se estudando, mas não demorou para aparecer a primeira chance real de gol. Aos 11, Luiz Adriano cortou parcialmente cobrança de escanteio e Otero pegou de primeira. A bola explodiu no travessão de Weverton. Na sequência, o venezuelano cobrou falta com força e o goleiro palmeirense segurou.

Aos 23, Zé Rafael arriscou de fora da área e mandou para fora. Depois foi a vez de Gustavo Gómez subir e cabecear para defesa em dois tempos de Cássio. A melhor chance do Palmeiras viria aos 29 minutos em contra-ataque puxado por Zé Rafael. Wesley bateu rasteiro e o goleiro corintiano salvou.

Quando parecia que o primeiro tempo terminaria empatado, Wesley foi lançado e bateu em cima de Cássio. No rebote, Lucas Lima chutou e Fagner tirou com a mão. O árbitro assinalou pênalti e expulsou o lateral. Luiz Adriano cobrou bem, deslocando Cássio.

Na volta do intervalo, o Palmeiras pressionou o Corinthians e criou duas boas chances nos primeiros dez minutos. Lucas Lima arriscou de fora da área e Cássio espalmou para escanteio. Na sequência, Gabriel Menino recebeu em boas condições e foi travado na hora do chute.

A resposta do Corinthians veio em falta cobrada por Otero e defendida por Weverton. No entanto, aos 19 minutos, Willian recebeu lançamento de Lucas Lima e bateu cruzado. Com o gol aberto, Gabriel Verón ampliou para o Palmeiras.

Taubaté ganha tempo de preparação para a disputa do Campeonato Paulista Feminino

Taubaté ganha tempo de preparação para a disputa do Campeonato Paulista Feminino

A Federação Paulista de Futebol confirmou uma nova data para início do Campeonato Paulista de Futebol Feminino. O torneio estava programado para começar no dia 30 de setembro, porém a rodada de abertura foi transferida para 18 de outubro.

Na equipe da Associação Desportiva Taubaté, a mudança no calendário será utilizada para focar ainda mais a preparação do time para o Estadual.

“É claros que estamos todos ansioso para o início da competição, mas precisamos também olhar o lado positivo do adiamento, pois ganhamos mais duas semanas de trabalho no qual poderemos preparar ainda mais a equipe para alcançarmos nossos objetivos. Sabemos da dificuldade do campeonato, uma competição muito equilibrada e de altíssimo nível. A equipe está respondendo muito bem nos treinamentos e temos expectativas positivas e acreditamos no bom trabalho”, destacou Arismar Junior, técnico da Associação Desportiva Taubaté.

O time taubateano integra o Grupo 2 do campeonato, ao lado de Corinthians, Santos, São José, Juventus e Nacional.

“Estou ansiosa e confiante para o início do campeonato. Nossa equipe está focada e estamos trabalhando para obtermos bons resultados. Espero que seja um bom campeonato para mim e acima de tudo para o Taubaté”, comentou a lateral direita Índia, uma das novidades do time para a temporada e que disputará pela primeira vez na carreira o Campeonato Paulista.

“Estou feliz por ter a oportunidade de disputar o Paulista que é um torneio de muita tradição e com equipes fortíssimas. Tenho certeza que será uma ótima experiência para mim e que no final do campeonato tenhamos um bom resultado para a equipe”, completou a atleta.

Elenco
Goleiras: Yolanda e Adriana
Laterais: Índia, Carol Franco, Helen Souto e Yohanna
Zagueiras: Hericka, Jérika, Isabela e Carol Xavier
Meio-campistas: Ludmila, Leidiane, Mariana, Cacá, Milena Tupiniquim, Renata, Vitória Sousa e Ionara
Atacantes: Lais Estevam, Victoria Liss, Victória Thalita, Vitória Eugênio e Vitória Ribeiro

Comissão Técnica
Treinador: Arismar Junior
Coordenador: Arismar Costa
Gerente: Armando Díaz Gonzalez
Analista de Desempenho: Vilmar Duarte
Preparador Físico: André Loyola
Preparador de Goleiras: Chiquinho
Fisioterapeutas: Victor Campos e Maria Eduarda Dias
Nutricionista: Pâmella Ferreira
Massoterapeuta: Nerito Bailon
Auxiliares: Roberto Galdino e Darwin Díaz
Assessor de Imprensa: Rafael Citro

Médico da CBF diz que protocolo do futebol pode ter mudanças

Médico da CBF diz que protocolo do futebol pode ter mudanças

O protocolo de saúde da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para realização dos campeonatos nacionais em meio à pandemia do novo coronavírus (covid-19) deverá sofrer novas alterações com o desenrolar das competições.

Segundo o coordenador médico da entidade, Jorge Pagura, um balanço das três primeiras semanas de bola rolando será concluído após as partidas da última quarta-feira (26), que encerraram a quinta rodada da Série A.

“No protocolo, está colocado que ele pode ser modificado a qualquer momento. Então ele vai, sim, realmente sofrer modificações. A gente diz que ele é uma peça viva, é uma foto do momento. Mas ele pode ser modificado, sim, sempre para que melhoremos nosso controle, seja com evidências científicas muito bem pautadas ou até por alguma observação. Estamos avaliando diariamente tudo o que está acontecendo. E o que for necessário fazer para melhorar, nós vamos aprimorar esse protocolo quantas vezes forem necessárias”, afirma Pagura à Agência Brasil.

Os procedimentos já sofreram alterações em relação aos que antecediam os campeonatos. Após a primeira rodada das três divisões nacionais, o atraso na divulgação dos resultados dos exames do Goiás e os vários casos positivos em atletas relacionados para os jogos do fim de semana, levaram a CBF a estender os testes a todos os inscritos pelos clubes e definir novos prazos para envio dos diagnósticos: 24 horas para times mandantes, 12 horas antes da viagem no caso de visitantes. Além disso, por logística, as equipes passaram a poder optar por exames em laboratórios locais, ao invés do Hospital Albert Einstein, de São Paulo, parceiro da confederação.

“Toda vez que é feito um protocolo, ele é pensado no maior número de pessoas que pode atender. À medida que as especificidades aparecem, esse protocolo pode ser adaptado”, avalia Raphael Einsfeld, médico do Esporte e coordenador do curso de Medicina do Centro Universitário São Camilo, à Agência Brasil.

Ele cita o caso em que quatro jogadores do Atlético-GO, que testaram positivo para o novo coronavírus, foram liberados para enfrentar o Flamengo no último dia 12. À Agência Brasil, o clube tinha informado que os atletas vinham sendo acompanhados, cumpriram a quarentena e não possuíam mais potencial de transmissão do vírus. A justificativa foi aceita pela CBF, baseada em uma normativa do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) do governo norte-americano, acatada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

“O CDC puxa uma revisão sistemática [método de pesquisa que reúne as melhores evidências atuais ou disponíveis] de Oxford. Eles descobriram que, após o oitavo dia de infecção, no indivíduo que está assintomático, não há mais replicação viral, apesar de o PCR vir positivo. O PCR pode vir positivo por muito tempo, porque ele detecta o RNA [material genético] do vírus. Não necessariamente o vírus, mas parte dele”, explica Einsfeld.

Controle de casos
Há uma semana, na Câmara dos Deputados, Pagura apresentou dados sobre os testes realizados até aquele momento. Segundo ele, antes de os torneios nacionais começarem, foram aplicados 1,3 mil exames, com 74 resultados positivos (5,69%). Já nos dias que antecederam a terceira rodada, os quase 1,5 mil testes registraram 16 contaminações para o vírus (cerca de 1%). Clubes como o CSA, na Série B, e o Imperatriz, na Série C, tiveram partidas adiadas devido a casos acumulados no elenco. Os alagoanos chegaram a ter 20 atletas afastados com covid-19. Os maranhenses, 14.

“O número [de infectados] não surpreendeu porque a prevalência espelha, mais ou menos, o que acontece no país. O que nos surpreendeu é que mais de 50% desses casos positivos vieram de cinco clubes”, diz o médico da CBF.

“Os clubes vão se adaptando, os jogadores entendendo melhor esse momento, que afeta a todos. Hoje, os atletas são testados quase duas vezes por semana. A logística atual de realização dos testes, que é descentralizada, facilita muito o controle e evita que partidas sejam canceladas e uma série de transtornos, que podem acontecer. Porém, achamos que, com a revisão dos protocolos, isso será ajustado com o tempo”, sustenta o consultor científico da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), Carlos Starling, à Agência Brasil.

Os próximos torneios a serem abarcados pelo protocolo são as séries D masculina, que inicia em setembro, e a A2 feminina, que recomeça em outubro. As competições seguirão as diretrizes atuais, mas, devido à realidade das divisões, que reúnem times de menor estrutura e condições financeiras, algumas adaptações podem ser feitas. “Eventualmente, a pesquisa de antígeno viral ou os exames do tipo Lamp [coleta pela saliva] podem ser opções. Estamos avaliando e ajustando o protocolo de acordo com a caraterística das equipes, sem diminuir em nada o grau de segurança”, diz Starling.

Modelo próprio
O protocolo da CBF não é exatamente unânime. No último dia 11, o Sindicato dos Atletas de São Paulo (Sapesp) enviou ofício à entidade pedindo mudanças, ameaçando entrar com ação e paralisar os campeonatos. À Agência Brasil, o presidente do sindicato, Rinaldo Martorelli, citou como exemplos que, a seu ver, poderiam ser adaptados à realidade brasileira, o Campeonato Alemão, com isolamento das delegações por até sete dias antes de cada partida, e a NBA, liga de basquete norte-americana, que reuniu atletas e comissões técnicas em uma bolha na Disney, para término da temporada.

Os médicos ouvidos pela Agência Brasil veem dificuldade de aplicação dos modelos por aqui. “Cada time [de futebol] tem, pelo menos, 42 pessoas escaladas [para um jogo]. Viagens, como faz? Não tem como não isolar o jogador, ele irá ao aeroporto, pegará voo, encontrará outras pessoas. No estádio, há muito mais pessoas envolvidas. Para um estádio funcionar, precisa de umas 100 pessoas. E a gente está falando de um campeonato que vai até março”, pondera Einsfeld, da São Camilo. “Não valeria a pena do ponto de vista financeiro e mental, e não traria qualquer diferença ou benefício, dado que a gente está fazendo a testagem de todo mundo com segurança antes do jogo”, completa.

Starling, da SBI, pensa de forma semelhante. “Temos que achar nosso próprio modelo de retorno, ou tentativa de retorno a uma normalidade. Acho, sim, que a experiência que tem sido desenvolvida aqui pode servir para inúmeros outros países e continentes, como o africano ou o asiático. O registro epidemiológico, as análises estatísticas e o segmento das análises genéticas virais vão gerar uma série de trabalhos científicos para um case nacional. É a expectativa que temos”, conclui.

.

Go to top