Taubaté amplia oferta de testes rápidos de coronavírus

A Vigilância Epidemiológica de Taubaté iniciou uma nova estratégia na investigação de casos de coronavírus com a aplicação seletiva de testes rápidos em quem teve contato direto com pacientes que testaram positivo para a doença.

Essa estratégia segue recomendação do Comitê Municipal de Enfrentamento ao Coronavírus de Taubaté para ampliar o monitoramento de casos.

No caso de um paciente cujo resultado seja positivo, a Vigilância Epidemiológica terá condições de fazer a testagem dos familiares que apresentaram contato direto com ele, por exemplo.

Um exemplo da eficácia dessa estratégia ocorreu na semana passada na Vila Marli. Um morador de rua de 32 anos que frequentava o abrigo municipal localizado no bairro teve resultado positivo para o teste. Em seguida foi organizado um mutirão de testagem para  todos os servidores que trabalham no local e frequentadores do abrigo que tiveram contato com ele. Não foi detectado nenhum outro caso positivo no rastreamento.

Taubaté fechou a semana com 48 casos positivos de Covid-19.

Segunda fase de imunização contra gripe atingiu 36% do público alvo

Segunda fase de imunização contra gripe atingiu 36% do público alvo

Na primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação, dirigida a idosos com 60 anos ou mais e a trabalhadores da saúde, mais de 18,9 milhões de idosos foram vacinados, o que corresponde a 90,66% deste público  índice, portanto, acima da meta pretendida pelo governo.

No caso dos trabalhadores da saúde, esse segmento registrou 3,8 milhões de profissionais imunizados, o que corresponde a apenas 75,5% da meta.

Profissionais de transporte coletivo (motoristas e cobradores), caminhoneiros e portuários são os que registraram a menor procura na segunda fase da campanha.

 Até o momento, apenas 467 mil doses foram aplicadas, quando a estimativa era a de vacinar 2,6 milhões de profissionais.

O Ministério da Saúde informou, também, que “motoristas e cobradores, caminhoneiros e portuários devem buscar a vacinação, independente do seu estado ou município de residência, em qualquer serviço público de vacinação, fixo ou móvel, pois transitam em todo o país”.

Santas Casas devem receber auxílio de R$ 2 bi em até 15 dias

Santas Casas devem receber auxílio de R$ 2 bi em até 15 dias

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei nº 13.995/2020 que prevê a transferência de R$ 2 bilhões da União para santas casas e hospitais sem fins lucrativos (filantrópicos).

 De acordo com o texto, publicado hoje dia 6 no Diário Oficial da União os recursos deverão ser utilizados no controle do avanço da epidemia de covid-19 no país, em ações articuladas com o Ministério da Saúde e gestores estaduais e municipais do Sistema Único de Saúde (SUS).

O crédito dos recursos deverá ocorrer em até 15 dias, a partir de hoje dia 6, em razão do caráter emergencial e da decretação de calamidade pública.

 O envio do auxílio financeiro emergencial foi aprovado pelo Congresso no dia 9 de abril e sancionado sem vetos por Bolsonaro.

O critério de rateio do valor será definido pelo Ministério da Saúde, considerados os municípios brasileiros que possuem presídios.

 Os recursos devem ser usados na aquisição de equipamentos, medicamentos, suprimentos, insumos e produtos hospitalares, para o atendimento adequado à população.

Também poderão ser feitas pequenas reformas e adaptações físicas para aumento da oferta de leitos de terapia intensiva, além da contratação de profissionais de saúde para atender a demanda adicional.

Estado decreta obrigatoriedade no uso de máscaras em todo o estado a partir do dia 7

Estado decreta obrigatoriedade no uso de máscaras em todo o estado a partir do dia 7

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou nesta segunda-feira que o estado vai adotar, a partir de quinta-feira dia 7, o uso obrigatório de máscaras de proteção por todas as pessoas nas ruas, como forma de tentar contar a pandemia do novo coronavírus.

No domingo, o Brasil superou a marca dos 100 mil casos da doença.

Na Grande São Paulo, os leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), estão na casa dos 90% de ocupação por conta da doença.

“O Governo publica decreto nesta terça feira dia 5 tornando obrigatório o uso de máscaras em todo o estado de São Paulo, por todos os cidadãos que estiverem nas ruas, caminhando ou andando, medida que passa a vigorar a partir de 7 de maio.

 Eventuais punições serão de responsabilidade das prefeituras”, explicou o governador.

“Se não tivéssemos feito o isolamento desde o dia 24 de março, a previsão era de que, hoje, tivéssemos mais de 26 mil mortos só no estado de São Paulo”, afirmou.

Pinda divulga mais dois casos positivos do novo coronavírus

Pinda divulga mais dois casos positivos do novo coronavírus

 
Pindamonhangaba registra mais dois casos testados positivo para Covid-19. Segundo a Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, agora, o município conta com 22 casos confirmados. 
 
Um dos pacientes é uma mulher de 31 anos, militar, que trabalha em um batalhão em São Paulo. Ela teve contato com paciente Covid-19 positivo em São Paulo. A paciente deu entrada na rede particular e se encontra em isolamento domiciliar. Passa bem.
 
O outro paciente é um homem de 58 anos, familiar de uma pessoa que testou positivo para coronavírus. Ela está internado na UTI da Santa Casa.
 
O combate ao coronavírus continua. Um grande aliado para as ações da Prefeitura são os testes adquiridos pela Secretaria de Saúde, o que diminui o tempo de detecção das pessoas infectadas, orientando no tratamento e oferecendo um quadro real da incidência do vírus.
Com o aumento do número de casos na cidade, a indicação da Prefeitura aos munícipes continua a mesma: fique em casa o maior tempo possível e, caso seja necessário sair, use máscara e faça a higienização contínua das mãos com água e sabão ou álcool gel, além de evitar aglomerações.
 
BAIRROS COM CASOS POSITIVOS OU SUSPEITOS EM PINDA:
Moreira César, Araretama, São Benedito, Mantiqueira, Maricá, Lessa, Santana, Socorro, Crispim, Galega, Ipê, Mombaça, Parque São Domingos, Village Paineiras, Centro, Jardim Rosely, Maria Áurea, Alto do Cardoso, Alto Tabaú, Bosque, Morumbi, Pasin, Vale das Acácias, Vila Rica, Vista Alegre, Jardim Eloyna e Vila Verde.
Governo de SP recebe 7 milhões de máscaras importadas da China

Governo de SP recebe 7 milhões de máscaras importadas da China

O governo de São Paulo recebeu nesta semana, o primeiro lote com 7 milhões de máscaras provenientes da China, que serão destinadas a profissionais da saúde para proteção contra o coronavírus.

Segundo o governo, o lote faz parte de um total de 18 milhões de máscaras cirúrgicas e N-95 importadas daquele país.

O investimento do governo paulista na compra e importação das máscaras é de R$ 63 milhões. O objetivo é reforçar os estoques de equipamentos de proteção individual (EPIs) da Secretaria da Saúde e garantir proteção e segurança aos profissionais que atendem casos de covid-19.

Uma nova remessa deve chegar ainda na primeira quinzena de maio.

Disparam as vendas de máscaras:

A plataforma global de vendas AliExpress registrou um aumento na procura por máscaras e produtos de proteção pelo consumidor brasileiro, desde o mês de março.

O site registrou 200% a mais de vendas de produtos voltados para higiene pessoal e de proteção à saúde no Brasil. O principal item são as máscaras protetoras, que apresentaram um aumento de 500%.

Ministro da Saúde reage a situação crescente do Covid-19

Ministro da Saúde reage a situação crescente do Covid-19

A quinta-feira dia 30 marcou uma mudança brusca de posicionamento do ministro da Saúde, Nelson Teich.

 Desde o dia 17, duas semanas atrás, quando tomou posse, o sucessor de Luiz Henrique Mandetta evitava dar comentários que pudessem desagradar o presidente Jair Bolsonaro.

Para tentar evitar o mesmo fim que teve Mandetta, Teich foi conceder sua primeira entrevista coletiva apenas no dia 22, quase uma semana após assumir o posto.

 Desde então, até ontem, o ministro se equilibrava nas palavras.

 Tentava, em um mesmo discurso, agradar tanto o presidente quanto quem espera que a Saúde tenha um comando alinhado com as principais autoridades mundiais, com os cientistas, os pesquisadores, com o bom senso.

Essa primeira estratégia, no entanto, fracassou. Teich continuava a ser cobrado para apresentar um posicionamento mais firme, que deixasse claro o real entendimento dele sobre o novo coronavírus. E isso veio nessa quinta-feira.

Aliás, não havia mais como o ministro sair pela tangente. Ele havia sido emparedado pelos números.

Nessa quinta, o Brasil atingiu 5.901 mortes e 85.380 casos confirmados de Covid-19. Com 7.218 novos casos confirmados apenas de quarta para quinta, o Brasil ultrapassou a china e passou a ser o décimo país do mundo com mais registros da doença.

Não havia mais como escapar. Teich alertou que caso a pandemia continue a crescer, o Brasil poderá passar a registrar 1.000 mortes por dia. De quarta para quinta-feira, por exemplo, foram 435 confirmados. Seria mais do que dobrar o número de um cenário já desolador.

O ministro disse ainda que não é possível iniciar a liberação do isolamento com a curva do coronavírus em "franca ascendência". "Tem cidades que nem estão com a curva caindo e já têm flexibilização", criticou.

O posicionamento mais firme de Teich é fundamental para o país.

Cidade de São Paulo vai transferir pacientes com coronavírus ao interior

Cidade de São Paulo vai transferir pacientes com coronavírus ao interior

O secretário de Saúde de São Paulo, José Henrique Germann, afirmou, nesta quinta-feira  que hospitais do interior do estado vão passar a receber, neste fim de semana, pacientes transferidos da capital com coronavírus.

A medida servirá para desafogar as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) da capital, que atingiram 89% de ocupação hoje.

 De acordo com o secretário, em todo o estado a taxa de ocupação cai para 69,3%.

Germann não informou o número de pacientes que serão transferidos no primeiro momento mas explicou que a medida está sendo tomada diante de uma "defasagem" na chegada de respiradores para atender pacientes mais graves.

"Vamos adicionar recursos insumos e leitos novos, mas agora,com a defasagem na chegada de respiradores vamos usar por um tempo a transferência de pacientes para o interior.

 Depois  volta para a capital onde terá um número maior de leitos".

Em UTIs do estado de São Paulo há 1.744 pacientes internados por Covid-19.

Em enfermarias, o número é um pouco maior: 2.138 pacientes.

Segundo último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde, São Paulo tem 28.698 casos de coronavírus e 2.375 mortos.

 O número de óbitos é 6% maior do que o registrado ontem.

Taubaté confirma mais quatro casos e chega a 36 registros de Covid-19

Taubaté confirma mais quatro casos e chega a 36 registros de Covid-19

Taubaté confirmou na tarde desta quarta-feira dia 29 mais quatro casos do novo coronavírus.

 Com isso, a cidade chegou a 36 registros positivos da doença.

Os novos casos são de duas mulheres e dois homens, com idades entre 32 anos e 54 anos.

 Os quatro pacientes passam bem e estão em isolamento social em suas residências, segundo a prefeitura.

Não houve registro de deslocamento em nenhuma das situações.

Uma das mulheres, de 32 anos, mora no bairro Granjas Panorama.

 Outra de 48 anos, que tem hipertensão, mora no Recanto dos Coqueirais.

 Dos homens, um tem 48 anos e mora no Jardim do Sol.

 O outro, de 54 anos, mora no Chácara Silvestre.

O município investiga outros 38 casos suspeitos, dos quais 16 são de pacientes internados.

 Até agora a cidade já confirmou quatro mortes e investiga outros quatro óbitos.

Go to top