Taubaté Veste Rosa Contra Câncer de mama

Taubaté promove, desde a segunda-feira, dia 1º de outubro, uma série de atividades nas unidades de saúde para marcar o “Outubro Rosa”.

A campanha “Taubaté Veste Rosa” prevê atividades educativas como palestras e orientações, distribuição de material educativo, coleta de exame preventivo de câncer de colo de útero o “papanicolau” e exame físico da mama para prevenção de câncer de mama.

Durante esse mês, uma iluminação especial também será instalada no Cristo Redentor, Prédio da CTI, Palácio do Bom Conselho e na Secretaria de Saúde.

Entre os dias 1º e 31 de outubro, as unidades básicas promoverão mutirões de coleta de preventivo, além de exames físicos de mama. As mulheres devem procurar antecipadamente suas unidades de referência para verificar o cronograma de atividades. Para participar da campanha e a coleta de preventivo, é preciso levar RG, CPF, cartões Sim e SUS.

Existem em Taubaté 83.673 mulheres entre 25 anos e 64 anos, faixa etária considerada vulnerável para a ocorrência de câncer de colo de útero. Considerando que o exame de Papanicolau deve ser realizado a cada três anos, isso significa que 27.891 mulheres deveriam ter realizado este procedimento em 2017.

No entanto, foram realizados cerca de 13 mil exames. Já em relação à mamografia, existem atualmente em Taubaté 30.626 mulheres entre 50 anos e 69 anos. Considerando que a mamografia deve ser bianual, isso significa que 15.313 mulheres deveriam fazer a mamografia de rastreamento no ano de 2017, mas foram realizados apenas 6.467 exames.

A campanha do Ministério da Saúde, conhecida por ” Outubro Rosa”, tem por objetivo fortalecer as recomendações para o rastreamento e o diagnóstico precoce do câncer de mama e desmistificar conceitos em relação à doença.

A campanha “Taubaté Veste Rosa” conta com as parcerias da Secretaria de Saúde, Milclean, SPX Imagens e Científica Lab.

Saúde estuda incluir duas novas doses no calendário de vacinação

O Ministério da Saúde estuda incluir duas novas doses no calendário de vacinação do país. Atualmente, o Programa Nacional de Imunizações conta com um total de 19 doses. A previsão é de que, no próximo ano, sejam incluídas a vacina pneumo 13 para indivíduos imunodeprimidos – e que só será feita em centros de referência para imunobiológicos especiais – e a vacina meningo ACWY para adolescentes de 12 e 13 anos.

“Como o Brasil é muito grande, são milhões de doses de vacina que se precisa para fazer essas novas introduções. Está tendo toda uma negociação para saber quais os laboratórios que podem produzir e a disponibilidade de recursos. Tudo isso vai ser levado em conta na hora dessas introduções”, afirmou a coordenadora substituta do Programa Nacional de Imunizações, Ana Goretti Maranhão.

Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe, que será realizada entre os dias 23 de abril a 1º de junho em todo país, no Centro de Saúde Pinheiros, região oeste.
Vacinação – Rovena Rosa/Arquivo Agência Brasil
De acordo com a Sociedade Brasileira de Imunizações, a vacina pneumo 13 previne cerca de 90% de doenças graves como pneumonia, meningite e otite, causadas por um total de 13 sorotipos de pneumococo. Já a meningo ACWY protege contra meningites e infecções generalizadas, causadas pela bactéria meningococo dos tipos A, C, W e Y.

Imunizações

“Essas duas vacinas foram amplamente discutidas no comitê técnico assessor de imunização do PNI [Programa Nacional de Imunizações]. Eles aprovaram essas introduções, dependendo da disponibilidade. Ninguém vai colocar uma vacina que a gente não tenha absoluta certeza da sua sustentabilidade”, reforçou Ana Goretti Maranhão.

A coordenadora substituta do Programa Nacional de Imunizações acrescentou que as demandas médicas eram antigas. “A gente vem discutindo isso sempre com muita responsabilidade, porque não é só dizer ‘Vou introduzir’. A gente precisa ter absoluta certeza de que vai ter a vacina e de que vai ter o recurso para que possa colocar dentro do calendário nacional de imunização.”

Durante a 20ª Jornada Nacional de Imunizações, no Rio, foram anunciadas ainda a ampliação da vacina dTPa – que combate a difteria, o tétano e a coqueluche – para estagiários de medicina, enfermagem e fisioterapia e uma alteração no tratamento de pré-exposição da raiva, que passará a ser feito não mais em três, mas em duas doses.

Conheça os direitos das trabalhadoras diagnosticadas com câncer de mama

O câncer de mama causou o afastamento de mais de 21 mil mulheres do trabalho no ano passado. A doença é o tipo de câncer de maior incidência na população feminina brasileira, depois do de pele não melanoma, respondendo por cerca de 29% dos novos casos a cada ano. Somente em 2018, a estimativa é de que 59,7 mil novos casos sejam detectados, segundo o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca).

Neste mês dedicado à prevenção e tratamento da doença, mais uma vez o Ministério do Trabalho adere à campanha Outubro Rosa e esclarece sobre os direitos das trabalhadoras diagnosticadas com neoplasia maligna de mama.

Na fase sintomática da doença, toda trabalhadora celetista poderá fazer o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), assim como do benefício PIS/Pasep, este no valor de um salário mínimo e que poderá ser retirado em agências da Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil. A trabalhadora também tem direito ao auxílio-doença e, em casos mais avançados, pode requerer a aposentadoria por invalidez.

Acompanhante – Caso a trabalhadora necessite de cuidados permanentes de outra pessoa, além da aposentadoria por invalidez, também tem o direito a um acréscimo de 25% no valor do benefício, conhecido por Auxílio Acompanhante, conforme previsto na Lei nº 8.213/91. O valor adicional é pago pelo Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) de forma vitalícia. Além disso, pode-se requerer na Receita Federal a isenção total do Imposto de Renda de Pessoa Física.

Para ter acesso a esses tipos de benefícios é necessário estar na qualidade de segurada da Previdência Social e passar pela perícia médica do INSS para comprovação da incapacidade de trabalho.

Redução da Mortalidade – Iniciado na década de 1990, o movimento Outubro Rosa tem o objetivo de estimular a população feminina brasileira no controle do câncer de mama. Realizada todos os anos, a campanha é utilizada para compartilhar informações sobre o câncer, promover esclarecimentos, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento, a fim de contribuir para a redução da mortalidade.

Uma das estratégias é incentivar a realização do autoexame, um importante aliado no tratamento do câncer de mama em mulheres de todas as idades. Quando a doença é detectada nas fases iniciais, são maiores as chances de tratamento e cura.

O Inca recomenda que mulheres de 50 a 69 anos façam uma mamografia de rastreamento (quando não há sinais nem sintomas) a cada dois anos. Esse exame pode ajudar a identificar o câncer antes do surgimento dos sintomas.

Vacina contra meningite volta a ser disponibilizada em São José

A vacina meningocócica C volta a ser disponibilizada nas Unidades Básicas de Saúde de São José dos Campos a partir desta quinta-feira (27).

A Prefeitura recebeu nesta quarta-feira (26) um lote de 2.880 doses, encaminhado pelo Governo do Estado. No entanto, segundo a Vigilância Epidemiológica, o número ainda é insuficiente para demanda do mês – que é de cerca de 5.000 doses.

A distribuição começa nas primeiras horas da manhã e serão abastecidas as 40 unidades básicas do município. A última remessa, de apenas 1.200 doses, havia sido enviada ao município no dia 16 de agosto. Com o número insuficiente de doses, desde o mês passado várias unidades começaram a registrar desabastecimento desta vacina, ocasionando reclamações da população.

O Ministério da Saúde havia informado que a distribuição da vacina meningocócica C seria normalizada em todo o país no fim do mês de agosto, o que acabou não acontecendo. O motivo alegado pelo Governo Federal para a redução das remessas foi devido a atrasos na entrega pelo laboratório produtor.

A Prefeitura esclarece que a entrega dos imunobiológicos é efetuada pela Cenadi (Central de Armazenagem e Distribuição de Insumos Estratégicos), do Ministério da Saúde, ao longo do mês a todas as Unidades Federadas, cabendo às secretarias estaduais o abastecimento dos postos de vacinação dos municípios.

Esquema vacinal

A vacina meningocócica C faz parte do Calendário Nacional de Vacinação, sendo administrada aos 3 meses e aos 5 meses, com reforço aos 12 meses. Segundo o Ministério da Saúde, para crianças que não receberam o reforço aos 12 meses, a vacina poderá ser administrada até os 4 anos de idade.

A vacina é utilizada para prevenir as doenças provocadas pela bactéria Neisseria meningitidis do sorogrupo C. Esta bactéria pode ser a causa de infecções graves, como a meningite e a sepse. A vacinação é considerada a forma mais eficaz na prevenção dessas doenças.

 

Vacinação Antirrábica continua acontecendo em Pindamonhangaba

As equipes da Vigilância Epidemiológica da Prefeitura continuarão com a vacinação antirrábica nos centros comunitários dos bairros Alto Cardoso, Mombaça, Morumbi e Pasin nesta semana. A imunização acontecerá das 8 às 16h30.

A vacinação no centro comunitário do Alto Cardoso será na terça-feira (25), na rua Adolpho de Campos; no Mombaça, a aplicação das doses também ocorrerá terça-feira, na rua Francisco Joaquim de Oliveira Filho. Na quinta-feira (27), a vacinação será no Morumbi, Estrada Municipal Benedita Amélia Batista; e também na quinta-feira, no Pasin, será na rua Bélgica.

Segundo o diretor da Vigilância Epidemiológica, Rafael Lamana, mais de 23 mil animais devem ser vacinados; até o momento foram imunizados 11.074. Lamana destaca que a raiva canina ou felina é transmitida a seres humanos por vírus presente na saliva ou na secreção dos animais contaminados. Uma vez transmitida a seres humanos, não há registro na literatura de cura. Em todos os casos levaram o paciente a óbito.

Em Pindamonhangaba, há somente um registro de raiva felina, em 2016. O cronograma da Vigilância Epidemiológica busca atender todas as localidades da cidade, sendo casa a casa na zona rural e em pontos próximos na zona urbana.

CCR NovaDutra realiza exames gratuitos de saúde na via Dutra em Roseira (SP)

Os caminhoneiros que estiverem viajando pela via Dutra entre os dias 26 e 27 deste mês poderão participar de mais uma edição do programa “Estrada para a Saúde”, desenvolvido pelo Instituto CCR e realizado pela CCR NovaDutra com patrocínio da Mercedes-Benz. A atividade acontece no km 81,9, sentido Rio de Janeiro, no posto de serviços Arco Íris localizado em Roseira (SP), das 11h às 21h.

No local, os caminhoneiros poderão realizar exames gratuitos de saúde, como aferição de pressão arterial, testes de colesterol, glicemia e visão, e contarão, também, com o corte de cabelo e vacinação. A ação tem as parcerias do Centro Educacional Futura de Pindamonhangaba e da Secretaria Municipal de Saúde de Roseira. Para orientar os motoristas sobre a ação, serão instaladas faixas na rodovia, além de informações nos Painéis de Mensagens Variáveis (PMV’s) e na programação da CCRFM 107,5 NovaDutra.

Criado em 2001 pelo Grupo CCR, o Programa Estrada para a Saúde oferece gratuitamente aos caminhoneiros o trabalho de uma equipe de médicos, enfermeiros, profissionais e estudantes da área de Saúde para a realização de exames clínicos. Além disso, disponibiliza informações para melhorar o dia a dia ao volante e orientação sobre cuidados com a saúde.

SP convoca 104 mil adolescentes do Vale do Paraíba para vacinação contra o HPV

A Secretaria de Estado da Saúde alerta os pais e responsáveis sobre a importância da imunização contra o HPV (papilomavírus humano). Mais de 104 mil adolescentes e pré-adolescentes do Vale do Paraíba precisam aderir à vacinação.

As doses estão permanentemente disponíveis nos postos para meninas com idade entre 9 a 14 anos e meninos na faixa de 11 a 14 anos. A vacina é eficaz e protege contra vários tipos de cânceres em mulheres e homens. O esquema de imunização completo é composto por duas doses, sendo a segunda aplicada após seis meses a primeira.

Entre o total de adolescentes a serem vacinados, precisam receber a primeira dose 48 mil garotas e 57 mil garotos. A população-alvo total é de aproximadamente 112 mil de meninas e 79,4 mil de meninos.

Para a segunda dose, os públicos somam 103 mil garotas e 70 mil garotos. Ainda precisam ser vacinadas 61,5 mil meninas e 61,2 mil meninos.

Desde 2014, quando a vacina contra o HPV foi incorporada no Calendário Nacional de Vacinação, 64,2 mil garotas receberam a primeira dose, o que representa 62,8% da população-alvo. A segunda dose já foi aplicada em 41,8 mil (45,1% de cobertura).

Os meninos passaram integrar o calendário nacional em 2017. Até o momento, 22,5 mil receberam a primeira dose (33,2%) e, destes, 8,4 mil (13,1%) já estão integralmente imunizados, devido à aplicação da segunda dose.

“A vacina contra o HPV é segura, eficaz e fundamental para a prevenção de tipos de câncer que afetam tanto homens quanto mulheres. A proteção contra o papilomavírus humano só é completa se os adolescentes e pré-adolescentes tomarem as duas doses. Por isso, é fundamental que os pais e responsáveis compareçam aos postos”, afirma a diretora de Imunização da pasta, Helena Sato.

A imunização contra o HPV previne diversos tipos de câncer que afetam os sexos feminino e masculino. A vacina disponível na rede pública de saúde previne cerca de 80% cânceres do colo útero e 90% das verrugas genitais, além de outros tipos de câncer, como câncer anal, de pênis, de vagina e de orofaringe.

Campanha de Vacinação Antirrábica em Taubaté termina dia 22 de setembro

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Taubaté encerra no próximo sábado, dia 22 de setembro, a campanha de vacinação antirrábica na zona urbana de Taubaté.
Foram vacinados 6.658 animais na zona rural do município e mais 13.338 doses foram aplicadas na zona urbana no último sábado, dia 15 de setembro. A expectativa é de vacinar este ano cerca de 35 mil cães e gatos.
Além de servidores do CCZ e do Controle de Animais Sinantrópicos (CAS) de Taubaté, a campanha deste ano também conta com o apoio de militares do Comando de Aviação do Exército (Cavex) e de estudantes de cursos técnicos veterinários do município.
Mais informações pelos telefones 5704-8048 (CCZ) ou 3635-4091 (CAS). A programação completa da campanha pode ser conferida no link http://www.taubate.sp.gov.br/antirrabica/.

Vacinação na zona urbana – dia 22 de setembro
Horário – das 9h às 16h

Postos de vacinação

Estiva – Pamo Estiva (Praça Antônio Luci, 60)
Parque Planalto- ESF Parque Planalto (Rua Hélio Zamith, 166)
Jardim Resende – Pamo Jardim Resende (Rua Evangelista Monteiro da Silva, s/nº)
Jardim Mourisco – UBS Mais Jardim Mourisco (Avenida Santina Alvissus Fernandes, s/nº)
Vila São Geraldo – ESF Vila São Geraldo (Rua Rio de Janeiro, 128)
Jardim Gurilândia – Emei Marilia Pereira Valente (Rua Antônio Antunes de Andrade, 10)
Parque Três Marias – Pamo Parque Três Marias II (Avenida Professor Gentil de Camargo, 1.247)
Chácara Silvestre – Emef Professora Celina Monteiro de Castro (Rua Isidoro Nogueira Tinoco, 401)
Bosque da Saúde – Pamo Bosque da Saúde (Rua Dona Nina Moreira, 75)
Imaculada – Casa do Figureiro (Rua dos Girassóis, 60)
Alto do Cristo – Escola do Trabalho (Praça Cristo Redentor, 17)
Fonte Imaculada – Pamo Fonte Imaculada (Rua Benedita Semíramis do Couto, 59)
Parque Três Marias – Emei Professor Fabio Moura (Rua Brasilina Moreira dos Santos, 1.411)
Quiririm – Pamo Quiririm (Rua João Botossi, 150)
Jardim Santa Tereza – Emef Docelina Silva de Campos Coelho (Rua Professora Odila de Almeida Carvalho, s/nº)
Bonfim – Pamo Bonfim (Rua Juta Fabril, 29)
Novo Horizonte – ESF Novo Horizonte (Rua Francisco Alves Monteiro, 45)
Cidade Jardim – Pamo Cidade Jardim (Rua Manoel Humia, 241)
Chácaras Reunidas Brasil – Pamo Chácaras Reunidas Brasil (Rua Expedicionário Benedito de Moura, 222)
Independência – UBS Mais Independência (Avenida Independência, 1.640)
Marlene Miranda – ESF Marlene Miranda (Rua Jose da Conceição, 15)
Portal da Mantiqueira – Parque Monteiro Lobato (Rua Mercedes Bonafé Terashima, 05)

Vacinação Antirrábica continua neste fim de semana em Pindamonhangaba

A Prefeitura de Pindamonhangaba dá continuidade neste sábado (1), à “Campanha de Vacinação Antirrábica”. A ação irá percorrer a zona rural e a região central da cidade.

A vacinação, que deve começar ainda pela manhã zona rural, irá passar casa a casa nos bairros: Usina, Hare Krishna, Nogueiras, Estrada das Borboletas, Sertãozinho, Cruz Grande, Rola, Buraqueira, Cruz Pequena, Colméia até Tetequera, Graminha, Bicas, Taipas, Fazenda Mantiqueira, Sapucaia e região central do Ribeirão Grande. Já na zona urbana, a vacinação será na Praça da Bíblia, das 8 às 16 horas.

Os proprietários devem vacinar animais acima de três meses de idade, proporcionando desta forma a imunização por 12 meses, mantendo a saúde do animal diante deste vírus.

O diretor da Vigilância Epidemiológica da Prefeitura, Rafael Lamana, destaca que a raiva canina ou felina é transmitida a seres humanos por vírus presente da saliva e secreção dos animais contaminados. Uma vez transmitida a seres humanos, não há registro na literatura de cura, em todos os casos levaram o paciente a óbito.

De acordo com informações da Vigilância Epidemiológica, no município, nos últimos anos, há apenas um registro de raiva felina, em 2016.

Clima

Go to top