Atendimento da Carreta da Mamografia é adiado em Pindamonhangaba

A Carreta da Mamografia, que já está instalada no estacionamento da Prefeitura de Pindamonhangaba, terá seu início adiado devido a um problema no cabo do mamógrafo, que rompeu, impedindo o funcionamento do aparelho.

A equipe técnica já abriu chamado de manutenção, solicitando urgência no reparo e, assim que for solucionado, será iniciado o atendimento.

A população da cidade não sofrerá prejuízos, pois cada dia que o serviço ficar paralisado será acrescido ao final do prazo original, que seria 1 de novembro.

Assim que o serviço for restabelecido, a Prefeitura de Pindamonhangaba informará a imprensa e a população.

Caraguá investe na compra e modernização de equipamentos de saúde

A Prefeitura de Caraguatatuba, por meio da Secretaria de Saúde, continua investindo na reestruturação de equipamentos de urgência e emergência utilizados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Primavera e no Pronto Atendimento (PA) do Massaguaçu.

Nesta semana, as unidades receberam novos equipamentos utilizados para o tratamento e melhoria de pacientes diagnosticados com problemas pulmonares graves. São dois ventiladores pulmonares de última geração (Intermed IX5) à disposição das equipes do Setor de Urgência e Emergência.

Nos próximos dias, as equipes médicas receberão novas camas hospitalares, monitores, cardioversores e desfibriladores, além de novos mobiliários.

O investimento chega a R$ 196 mil e a modernização se faz necessária para garantir a humanização de atendimento aos pacientes que procuram as unidades hospitalares.

Em maio deste ano, o PA do Massaguaçu já tinha sido beneficiado com novos cardioversores, desfibriladores, eletrocardiogramas, aspiradores portáteis e bomba de infusão.

Segundo o prefeito Aguilar Junior, a função do gestor público é colocar os melhores equipamentos à disposição da população.

“Sabemos da importância dos profissionais, mas os equipamentos também ajudam salvar vidas. Muitos equipamentos não eram substituídos há anos e já apresentavam problemas. Na Saúde, cada dinheiro disponibilizado, entendemos como investimento”, destaca.

Outubro Rosa começa em Pindamonhangaba

A Prefeitura de Pindamonhangaba, por meio da Secretaria de Saúde, fez a abertura no último sábado (6), na Praça Monsenhor Marcondes.

A ação no centro de Pindamonhangaba contou com aferição de pressão, orientação nutricional e constatação do IMC (índice de massa corpórea); além da orientação de prevenção ao câncer de mama. Em casos necessários, houve o encaminhamento pela Secretaria de Saúde para que sejam feitos os devidos exames pelo SUS (Sistema Único de Saúde), em que pode haver atendimento em outra cidade. Entretanto, a prefeitura oferece o transporte da saúde para o deslocamento.

O “Outubro Rosa” tendo como principal objetivo estimular a população no controle de câncer de mama. Celebrada anualmente, tem como intuito compartilhar informações sobre o câncer de mama, além de promover a conscientização da doença, viabilizar o acesso aos meios de diagnóstico e de tratamento, fazendo com que haja a diminuição da mortalidade.
A realização da campanha em Pindamonhangaba é uma parceria entre a Secretaria de Saúde da Prefeitura, o Fundo Social de Solidariedade e o Conselho da Mulher.

Carreta da mamografia chega na próxima semana

A Carreta da Mamografia chegará em Pindamonhangaba na próxima segunda-feira (15), e os atendimentos começarão na terça-feira (16). As atividades em Pindamonhangaba durarão até o dia 1 de novembro.

De acordo com a Secretaria de Saúde, os dois últimos dias serão reservados para a realização de exames complementares. Desta forma, o atendimento irá encerra-se no dia 30, e nos dias 31 de outubro e 1 de novembro serão atendidas somente as pacientes convocadas.

Para o atendimento serão distribuídas 50 senhas de segunda a sexta-feira para o atendimento no mesmo dia; dentro do horário que é das 9 às 18 horas. Já aos sábados serão 25 senhas, das 9 às 13 horas. Mulheres de 35 a 49 anos devem apresentar o pedido médico, cartão SUS e RG; acima de 50 anos serão necessários somente o RG e cartão SUS.

Os exames serão retirados no prédio da Saúde da Mulher, e os que forem constatados alguma alteração haverá o pedido para a realização do ultrassom da mama.

Pinda ganha prêmio de qualidade nas ações de controle da tuberculose

O setor de Infectologia da Secretaria de Saúde e Assistência Social da Prefeitura de Pindamonhangaba recebeu, no dia 27 de setembro, o 9º prêmio (2004, 2006, 2007, 2009, 2010, 2011, 2012, 2017 e 2018) de reconhecimento referente à taxa de cura no tratamento de tuberculose. O prêmio “Qualidade nas ações de controle da tuberculose” foi conferido pelo Governo do Estado de São Paulo, Centro de Vigilância Epidemiológica, Divisão de Tuberculose, devido aos resultados obtidos na cidade.

O município ultrapassou a meta estabelecida pela Secretaria de Saúde do Governo do Estado de São Paulo, que era de 85%, e atingiu o índice de 89,25% de cura dos pacientes com a enfermidade.

“Para o sucesso no tratamento, de 6 meses, e no índice de excelência somente foi possível em decorrência da integração de toda a equipe do setor, que aproveito e parabenizo pelo empenho e dedicação e, também ressaltando a participação das unidades de saúde do município”, explicou o diretor do Departamento de Proteção aos Riscos e Agravos à Saúde, Rafael Lamana.

O município está entre as três cidades do estado de São Paulo que receberão o prêmio de reconhecimento no tratamento supervisionado – que consiste na atenção e assistência à saúde não só ao paciente como também na população que tenha contato próximo a ele.

A tuberculose é uma doença infectocontagiosa, que causa infecção principalmente nos pulmões. A forma de contágio é direta principalmente em aglomerações de pessoas, pois ao falar, espirrar ou tossir, pequenas gotas de saliva que contêm o agente infeccioso podem contaminar outro indivíduo.

Em sua grande maioria pessoas infectadas com tuberculose, apresentam os seguintes sinais e sintomas: tosse seca contínua no início, depois com presença de secreção por mais de quatro semanas; cansaço excessivo; febre baixa geralmente à tarde; sudorese noturna; falta de apetite; palidez; emagrecimento acentuado; rouquidão; fraqueza.

O tratamento se faz através de antibióticos com eficiência de 100% na cura, quando não há abandono no tratamento. Para isto, é importante que o paciente seja acompanhado por equipes com médicos, enfermeiros, assistentes sociais e visitadores devidamente preparados.

Taubaté Veste Rosa Contra Câncer de mama

Taubaté promove, desde a segunda-feira, dia 1º de outubro, uma série de atividades nas unidades de saúde para marcar o “Outubro Rosa”.

A campanha “Taubaté Veste Rosa” prevê atividades educativas como palestras e orientações, distribuição de material educativo, coleta de exame preventivo de câncer de colo de útero o “papanicolau” e exame físico da mama para prevenção de câncer de mama.

Durante esse mês, uma iluminação especial também será instalada no Cristo Redentor, Prédio da CTI, Palácio do Bom Conselho e na Secretaria de Saúde.

Entre os dias 1º e 31 de outubro, as unidades básicas promoverão mutirões de coleta de preventivo, além de exames físicos de mama. As mulheres devem procurar antecipadamente suas unidades de referência para verificar o cronograma de atividades. Para participar da campanha e a coleta de preventivo, é preciso levar RG, CPF, cartões Sim e SUS.

Existem em Taubaté 83.673 mulheres entre 25 anos e 64 anos, faixa etária considerada vulnerável para a ocorrência de câncer de colo de útero. Considerando que o exame de Papanicolau deve ser realizado a cada três anos, isso significa que 27.891 mulheres deveriam ter realizado este procedimento em 2017.

No entanto, foram realizados cerca de 13 mil exames. Já em relação à mamografia, existem atualmente em Taubaté 30.626 mulheres entre 50 anos e 69 anos. Considerando que a mamografia deve ser bianual, isso significa que 15.313 mulheres deveriam fazer a mamografia de rastreamento no ano de 2017, mas foram realizados apenas 6.467 exames.

A campanha do Ministério da Saúde, conhecida por ” Outubro Rosa”, tem por objetivo fortalecer as recomendações para o rastreamento e o diagnóstico precoce do câncer de mama e desmistificar conceitos em relação à doença.

A campanha “Taubaté Veste Rosa” conta com as parcerias da Secretaria de Saúde, Milclean, SPX Imagens e Científica Lab.

Saúde estuda incluir duas novas doses no calendário de vacinação

O Ministério da Saúde estuda incluir duas novas doses no calendário de vacinação do país. Atualmente, o Programa Nacional de Imunizações conta com um total de 19 doses. A previsão é de que, no próximo ano, sejam incluídas a vacina pneumo 13 para indivíduos imunodeprimidos – e que só será feita em centros de referência para imunobiológicos especiais – e a vacina meningo ACWY para adolescentes de 12 e 13 anos.

“Como o Brasil é muito grande, são milhões de doses de vacina que se precisa para fazer essas novas introduções. Está tendo toda uma negociação para saber quais os laboratórios que podem produzir e a disponibilidade de recursos. Tudo isso vai ser levado em conta na hora dessas introduções”, afirmou a coordenadora substituta do Programa Nacional de Imunizações, Ana Goretti Maranhão.

Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe, que será realizada entre os dias 23 de abril a 1º de junho em todo país, no Centro de Saúde Pinheiros, região oeste.
Vacinação – Rovena Rosa/Arquivo Agência Brasil
De acordo com a Sociedade Brasileira de Imunizações, a vacina pneumo 13 previne cerca de 90% de doenças graves como pneumonia, meningite e otite, causadas por um total de 13 sorotipos de pneumococo. Já a meningo ACWY protege contra meningites e infecções generalizadas, causadas pela bactéria meningococo dos tipos A, C, W e Y.

Imunizações

“Essas duas vacinas foram amplamente discutidas no comitê técnico assessor de imunização do PNI [Programa Nacional de Imunizações]. Eles aprovaram essas introduções, dependendo da disponibilidade. Ninguém vai colocar uma vacina que a gente não tenha absoluta certeza da sua sustentabilidade”, reforçou Ana Goretti Maranhão.

A coordenadora substituta do Programa Nacional de Imunizações acrescentou que as demandas médicas eram antigas. “A gente vem discutindo isso sempre com muita responsabilidade, porque não é só dizer ‘Vou introduzir’. A gente precisa ter absoluta certeza de que vai ter a vacina e de que vai ter o recurso para que possa colocar dentro do calendário nacional de imunização.”

Durante a 20ª Jornada Nacional de Imunizações, no Rio, foram anunciadas ainda a ampliação da vacina dTPa – que combate a difteria, o tétano e a coqueluche – para estagiários de medicina, enfermagem e fisioterapia e uma alteração no tratamento de pré-exposição da raiva, que passará a ser feito não mais em três, mas em duas doses.

Conheça os direitos das trabalhadoras diagnosticadas com câncer de mama

O câncer de mama causou o afastamento de mais de 21 mil mulheres do trabalho no ano passado. A doença é o tipo de câncer de maior incidência na população feminina brasileira, depois do de pele não melanoma, respondendo por cerca de 29% dos novos casos a cada ano. Somente em 2018, a estimativa é de que 59,7 mil novos casos sejam detectados, segundo o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca).

Neste mês dedicado à prevenção e tratamento da doença, mais uma vez o Ministério do Trabalho adere à campanha Outubro Rosa e esclarece sobre os direitos das trabalhadoras diagnosticadas com neoplasia maligna de mama.

Na fase sintomática da doença, toda trabalhadora celetista poderá fazer o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), assim como do benefício PIS/Pasep, este no valor de um salário mínimo e que poderá ser retirado em agências da Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil. A trabalhadora também tem direito ao auxílio-doença e, em casos mais avançados, pode requerer a aposentadoria por invalidez.

Acompanhante – Caso a trabalhadora necessite de cuidados permanentes de outra pessoa, além da aposentadoria por invalidez, também tem o direito a um acréscimo de 25% no valor do benefício, conhecido por Auxílio Acompanhante, conforme previsto na Lei nº 8.213/91. O valor adicional é pago pelo Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) de forma vitalícia. Além disso, pode-se requerer na Receita Federal a isenção total do Imposto de Renda de Pessoa Física.

Para ter acesso a esses tipos de benefícios é necessário estar na qualidade de segurada da Previdência Social e passar pela perícia médica do INSS para comprovação da incapacidade de trabalho.

Redução da Mortalidade – Iniciado na década de 1990, o movimento Outubro Rosa tem o objetivo de estimular a população feminina brasileira no controle do câncer de mama. Realizada todos os anos, a campanha é utilizada para compartilhar informações sobre o câncer, promover esclarecimentos, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento, a fim de contribuir para a redução da mortalidade.

Uma das estratégias é incentivar a realização do autoexame, um importante aliado no tratamento do câncer de mama em mulheres de todas as idades. Quando a doença é detectada nas fases iniciais, são maiores as chances de tratamento e cura.

O Inca recomenda que mulheres de 50 a 69 anos façam uma mamografia de rastreamento (quando não há sinais nem sintomas) a cada dois anos. Esse exame pode ajudar a identificar o câncer antes do surgimento dos sintomas.

Vacina contra meningite volta a ser disponibilizada em São José

A vacina meningocócica C volta a ser disponibilizada nas Unidades Básicas de Saúde de São José dos Campos a partir desta quinta-feira (27).

A Prefeitura recebeu nesta quarta-feira (26) um lote de 2.880 doses, encaminhado pelo Governo do Estado. No entanto, segundo a Vigilância Epidemiológica, o número ainda é insuficiente para demanda do mês – que é de cerca de 5.000 doses.

A distribuição começa nas primeiras horas da manhã e serão abastecidas as 40 unidades básicas do município. A última remessa, de apenas 1.200 doses, havia sido enviada ao município no dia 16 de agosto. Com o número insuficiente de doses, desde o mês passado várias unidades começaram a registrar desabastecimento desta vacina, ocasionando reclamações da população.

O Ministério da Saúde havia informado que a distribuição da vacina meningocócica C seria normalizada em todo o país no fim do mês de agosto, o que acabou não acontecendo. O motivo alegado pelo Governo Federal para a redução das remessas foi devido a atrasos na entrega pelo laboratório produtor.

A Prefeitura esclarece que a entrega dos imunobiológicos é efetuada pela Cenadi (Central de Armazenagem e Distribuição de Insumos Estratégicos), do Ministério da Saúde, ao longo do mês a todas as Unidades Federadas, cabendo às secretarias estaduais o abastecimento dos postos de vacinação dos municípios.

Esquema vacinal

A vacina meningocócica C faz parte do Calendário Nacional de Vacinação, sendo administrada aos 3 meses e aos 5 meses, com reforço aos 12 meses. Segundo o Ministério da Saúde, para crianças que não receberam o reforço aos 12 meses, a vacina poderá ser administrada até os 4 anos de idade.

A vacina é utilizada para prevenir as doenças provocadas pela bactéria Neisseria meningitidis do sorogrupo C. Esta bactéria pode ser a causa de infecções graves, como a meningite e a sepse. A vacinação é considerada a forma mais eficaz na prevenção dessas doenças.

 

Vacinação Antirrábica continua acontecendo em Pindamonhangaba

As equipes da Vigilância Epidemiológica da Prefeitura continuarão com a vacinação antirrábica nos centros comunitários dos bairros Alto Cardoso, Mombaça, Morumbi e Pasin nesta semana. A imunização acontecerá das 8 às 16h30.

A vacinação no centro comunitário do Alto Cardoso será na terça-feira (25), na rua Adolpho de Campos; no Mombaça, a aplicação das doses também ocorrerá terça-feira, na rua Francisco Joaquim de Oliveira Filho. Na quinta-feira (27), a vacinação será no Morumbi, Estrada Municipal Benedita Amélia Batista; e também na quinta-feira, no Pasin, será na rua Bélgica.

Segundo o diretor da Vigilância Epidemiológica, Rafael Lamana, mais de 23 mil animais devem ser vacinados; até o momento foram imunizados 11.074. Lamana destaca que a raiva canina ou felina é transmitida a seres humanos por vírus presente na saliva ou na secreção dos animais contaminados. Uma vez transmitida a seres humanos, não há registro na literatura de cura. Em todos os casos levaram o paciente a óbito.

Em Pindamonhangaba, há somente um registro de raiva felina, em 2016. O cronograma da Vigilância Epidemiológica busca atender todas as localidades da cidade, sendo casa a casa na zona rural e em pontos próximos na zona urbana.

Go to top