Saúde alerta para prevenção contra o sarampo durante a Copa do Mundo

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo faz um alerta para a importância da vacinação contra o sarampo para quem vai viajar durante a Copa do Mundo na Rússia, que ocorre entre os dias 14 de junho e 15 de julho.

A dose da vacina tríplice viral – que protege contra sarampo, rubéola e caxumba – deve ser tomada preferencialmente 15 dias antes da viagem e é fundamental garantir a proteção, uma vez que a doença está em avanço no continente europeu.

“Os brasileiros que pretendem prestigiar os jogos na Rússia, ou que estiverem nas cidades-sede do evento, devem checar se a carteira de vacinação está em dia e procurar um posto de saúde caso ainda não estejam imunizados”, orienta o coordenador de Controle de Doenças (CCD) da Secretaria, Marcos Boulos.

Além dos viajantes, a vacina também é indicada para crianças com idade entre 1 e 5 anos que ainda não receberam a dose. Também pode ser aplicada em crianças a partir de seis meses, desde que seja programada nova aplicação em conformidade com o calendário estadual de vacinação, com administração da vacina tetraviral (sarampo, rubéola, caxumba e varicela) aos 12 meses e novamente aos 15 meses.

Outros públicos para os quais a imunização também é importante são aqueles que atuam diretamente com atendimento ao público e à área de turismo, como motoristas de táxis e vinculados a aplicativos, funcionários de hotéis e restaurantes, além de profissionais de saúde.

Além da vacinação, é importante reforçar as medidas de higiene pessoal, como cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir, lavar as mãos com frequência com água e sabão, utilizar álcool em gel, não compartilhar copos, talheres e alimentos, evitar levar as mãos à boca ou aos olhos, evitar contato próximo com pessoas doentes.

A imunização não é recomendada para as crianças menores de seis meses, gestantes e indivíduos que apresentem contraindicações médicas. “É recomendável que os pais com crianças com menos de seis meses evitem deslocamento para destinos com grandes eventos, como a Copa”, acrescenta Boulos.

Transmissão e sintomas

O sarampo é altamente contagioso e pode ser transmitido por meio de secreções expelidas por meio da fala, tosse e espirro. O vírus fica incubado por um período de 7 a 18 dias e pode resultar em quadros graves, como pneumonia, diarreia e encefalite, levando até mesmo ao óbito.

A população deve permanecer atenta aos quadros de febre e de exantema (manchas avermelhadas na pele) acompanhados de sintomas como tosse, coriza ou olhos avermelhados. Em situações como essa, deve-se buscar avaliação médica imediata e evitar contato com outras pessoas até a confirmação do diagnóstico.

A circulação endêmica do sarampo foi interrompida no Estado de São Paulo em 2000 e o vírus foi eliminado no Brasil em 2016. Casos esporádicos ocorreram eventualmente desde então, relacionados à importação do vírus de várias regiões do mundo onde ainda o controle da doença não foi atingido. Em 2018, por exemplo, SP registra apenas um caso confirmado, importado da Ásia Ocidental.

Na Europa, houve um aumento de 400% em comparação a 2016, segundo informações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Taubaté ganha novo posto de coleta de exames laboratoriais

O posto foi montado pela empresa CientíficaLab na rua padre Diogo Antonio Feijó, 220, Jardim das Nações. Até então, usuários da Rede Municipal de Saúde da região central eram atendidos em um posto de coleta provisório na Casa da Mãe Taubateana.

Moradores dos bairros Baronesa, Belém, Cidade Jardim, Chácaras Reunidas, Continental, Imaculada, Independência, Santa Fé, Vila Velha e Registro podem utilizar as novas instalações a partir da terça-feira.

O posto de coleta do centro vai funcionar de segunda a sexta-feira das 7h às 16h e aos sábados das 7h às 11h.
Dois postos de coleta provisórios permanecem em funcionamento na UBS+ Fazendinha e na UBS+ Mourisco. Os procedimentos também são realizados em 18 unidades de ESF (Estratégia de Saúde da Família), além dos Pamo Bonfim e Quiririm, UBS+ Gurilândia e na Policlínica Infantil.

A CientificaLab assumiu em 29 de novembro do ano passado a realização dos exames laboratoriais em Taubaté. No ano passado, foram realizados cerca de 1,02 milhão de exames laboratoriais no município.

Vacinação contra influenza é retomada em 2 de maio em Taubaté

A Vigilância Epidemiológica de Taubaté retoma na próxima quarta-feira, dia 2 de maio, a Campanha de Vacinação contra Influenza com destaque para crianças (entre 6 meses e menores de 5 anos de idade), gestantes e puérperas (mães que deram à luz recentemente).
Pessoas que integram o grupo anterior, como idosos e trabalhadores de saúde, ainda podem ser imunizados. A partir do dia 9 de maio é a vez dos portadores de comorbidades, professores e os detentos. O Dia D da campanha de vacinação ficou definido para 12 de maio. A campanha está prevista para terminar em 1º de junho.
A primeira prévia da campanha indica que 11.631 pessoas já receberam as doses, equivalente a uma cobertura vacinal de 17,89%. A meta estabelecida pelo Ministério da Saúde é atingir uma cobertura de 90%. Taubaté atingiu 101,3% de cobertura vacinal de seu público-alvo na campanha do ano passado.
Mais informações podem ser obtidas junto à Vigilância Epidemiológica de Taubaté pelo telefone 3629-6232.

Pronto Atendimento Saúde Gestante é entregue e funcionará dentro da Santa Casa em Pinda

Pindamonhangaba ganhou uma unidade do Pronto Atendimento Saúde Gestante, voltado exclusivamente para as gestantes assistidas pela Rede Municipal de Saúde da cidade, que não mais precisarão ir até o Pronto Socorro convencional.

A unidade funcionará na Santa Casa de Misericórdia, que apresenta no mesmo espaço, maternidade, UTI neonatal e ainda e é preparada para atendimento de urgência e emergência 24 horas por dia, sete dias por semana, com ginecologista de plantão e retaguarda de pediatria.

O Pronto Atendimento Saúde Gestante fica dentro da Santa Casa de Misericórdia de Pindamonhangaba, localizada na Rua Major José dos Santos Moreira, 466 – região central de Pindamonhangaba.

São José dos Campos ganha hospital com 180 leitos de alta complexidade

O governador Geraldo Alckmin entregou nesta segunda-feira, 2, o novo Hospital Regional de São José dos Campos, construído por meio de modelo de PPP (Parceria Público-Privada). O complexo é voltado ao atendimento de média e alta complexidade, principalmente nas especialidades de traumatologia, ortopedia, neurologia e cardiologia.

Durante o evento, Alckmin destacou o novo modelo para construção e operação do hospital. “Quero destacar, aqui, o trabalho inovador. É a primeira PPP no setor hospitalar, onde o parceiro privado constrói, equipa e opera a bata cinza, que é toda a parte não médica, por 20 anos e o Estado continua prestando todo o atendimento médico à população”, explicou o governador.

A nova unidade oferece 180 leitos, dos quais 40 de UTI, e oito salas cirúrgicas, além de serviço de apoio diagnóstico por imagem, endoscopia e terapia. O hospital tem 33 mil m² de área construída e possui alto nível de resolução e grande capacidade de atenção às urgências. O atendimento será voltado a pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde).

O Hospital Regional de São José dos Campos será responsável pela geração de cerca de 1.700 novos empregos na região. Quando estiver funcionando em plena capacidade, a unidade vai oferecer, por ano, 10.000 internações, 5.000 cirurgias, 3.000 consultas e realizar 20 mil exames. Como toda nova unidade de saúde, os serviços são ativados gradativamente, por etapas.

Para o secretário de Estado da Saúde de São Paulo, David Uip, o novo hospital será de grande importância para ampliar a assistência hospitalar aos moradores da região. “Sem dúvida, uma grande conquista para a saúde pública e para a população local, reforçando a assistência hospitalar aos usuários da rede pública de saúde”, afirma.

Dos R$ 217 milhões investidos no novo hospital regional, 60% foram provenientes do Governo do Estado, via empréstimo do BNDES, e 40% provenientes da Inova Saúde, empresa do grupo Construcap, parceiro privado. O Hospital Estadual de São José dos Campos está localizado entre a Rua Icatu e a Avenida Goiânia, no bairro do Parque Industrial, zona sul da cidade.

Hospital Regional de São José abre novo processo seletivo para 7 cargos

O Instituto Sócrates Guanaes, atual gestor dos serviços assistenciais do Hospital Regional de São José dos Campos, abrirá novo processo seletivo emergencial para contratação imediata e formação de cadastro de reserva de profissionais para a unidade.

As vagas em aberto são para enfermeiro (pediatria), lactarista, nutricionista clínico, técnico de aparelho gessado, técnico de farmácia, técnico de radiologia e técnico de enfermagem do trabalho.

A inscrição ficará aberta apenas nos dias 3, 4 e 5 de abril, das 9h às 16h, no Cefe (Centro de Formação do Educador), que fica na Avenida Olivo Gomes, 250, em Santana. Os interessados devem comparecer ao local munidos da ficha de inscrição e dos documentos (original e cópia).

O processo seletivo terá prova de conhecimento técnico para cada área de atuação, conhecimentos em informática e entrevista coletiva. Todas as etapas são classificatórias e eliminatórias. Não serão cobradas taxas dos candidatos. As provas começarão a partir de 11 de abril e as entrevistas a partir de 18 de abril.

Segundo a entidade, o processo visa complementar o quantitativo de vagas para sete cargos não preenchidos no processo seletivo anterior. O hospital tem inauguração oficial prevista para a primeira semana de abril.

Pindamonhangaba é uma área de risco

Se ainda não se vacinou corra para um dos postos da cidade.
CISAS (Moreira César) – Rua Maria Luiza M. Salgado S/N – Moreira César – DAS 7H30 ÀS 16H
CIAF/SAÚDE DA MULHER (UBS Centro) – Rua João Gama. 115 – S. Benedito (Centro) – DAS 7H30 ÀS 16H

FEBRE AMARELA MATA! VACINE-SE

A VACINA É GRATUITA.

Médicos afirmam que Pinda corre risco de epidemia de febre amarela

Pindamonhangaba está no corredor do vírus da febre amarela. A afirmação foi feita pela médica da Vigilância Epidemiológica de Pindamonhangaba, Dra. Elizabeth Bassi Puebla da Nobrega, durante palestra promovida pela Secretaria de Saúde para médicos e enfermeiros da rede, nesta semana. Ela informou que a cidade está em área de risco, cercada por pontos com presença de matas e alto índice de mosquitos, aumentando as chances de uma epidemia de febre amarela em humanos.
Já foram confirmados casos nas cidades vizinhas, como São Bento do Sapucaí, Santo Antonio do Pinhal e São José dos Campos, mas nessas cidades grande parte da população está aceitando se vacinar.

Aliado ao fato do macaco encontrado morto, na última semana, na trilha das Borboleta (Ribeirão Grande), e que está com suspeita de ter sido contaminado pela doença, é possível que Pindamonhangaba venha a ter casos autóctones de febre amarela nos próximos em dias, a não ser que a população se imunize, de acordo com médicos. O vírus está próximo, por isso Pindamonhangaba corre risco de epidemia.

Até o momento, pouco mais de 30% da população foi vacinada, restando de 90 a 100 mil habitantes que ainda não se preveniram. “É necessário alertar e chamar atenção dos médicos e enfermeiros também, que tem que vacinar. Fale para os seus amigos e alerte as pessoas, precisamos da sua consciência. Vamos fazer mais esforços para conseguir proteger a cidade”, destacou a dra. Elizabeth.

A médica ressalta que tomar a vacina é a única proteção possível diante da gravidade da doença. “O Brasil não possuía casos urbanos desde 1942, sendo apenas casos silvestres, para que não haja novamente uma epidemia é necessário que a população participe e tenha consciência da importância da imunização”, completou.

Sobre uma das principais dúvidas da população, que é a possível reação adversa da vacina, a médica explicou que de 2 a 4% das pessoas possuem sintomas leves e que a reação mais grave é a viscerotrópica, mas apenas acontece de 1 em 1 milhão de vacinados, sendo rara. “Então, nada justifica não tomar a vacina, sendo que há chances de 40 a 50% de óbito se a pessoa pegar a doença”, afirmou.

Desde janeiro, a Prefeitura de Pindamonhangaba vem adotando diversas medidas para vacinar a população, com vários locais, horários diferenciados, ônibus da Saúde, ações em fábricas, até mesmo com equipes casa a casa na área rural. E, mesmo assim, somente 31,96% ou 44.283 pessoas se vacinaram.

Neste fim de semana, a Secretaria Municipal de Saúde manterá a campanha de vacinação contra a febre amarela, dando mais uma oportunidade para aqueles que ainda não se imunizaram. As equipes da Saúde estarão no sábado (24) na Praça Monsenhor Marcondes, das 8h às 16h, e no domingo (25), das 7h às 13h, próximo ao Mercado Municipal.

Durante a semana, as principais unidades de vacinação são o CIAF/Saúde da Mulher e CISAS de Moreira César, que funcionarão até as 17 horas.

Pindamonhangaba terá atendimento de emergência especializado para gestantes

Nos próximos dias, Pindamonhangaba terá o Pronto-Socorro de Ginecologia e Obstetrícia, voltado exclusivamente para as gestantes assistidas pela Rede Municipal de Saúde da cidade. O serviço segue a proposta do prefeito Isael Domingues para a humanização no atendimento na Saúde e acolhimento das gestantes.

De acordo com a secretária de Saúde, Valéria dos Santos, o "Pronto-Socorro da Gestante" está sendo criado para dar uma atenção especial às grávidas. "Nossa intenção é proporcionar um espaço adequado para o atendimento das gestantes, para que elas não precisem ir até o pronto-socorro convencional, onde podem estar sujeitas a infecções, por exemplo", explicou. "No Pronto-Socorro da Gestante, haverá atendimento especializado e, por isso, mais agilidade, o que faz a diferença para salvarmos vidas dos bebês e das grávidas".

O "Pronto-Socorro da Gestante" também é o espaço adequado para o atendimento de recém-nascidos com até 28 dias de vida, evitando também que essas crianças precisem passar pelo PS convencional, caso apresentem algum problema de saúde.

A proposta da Prefeitura é que o "Pronto-Socorro da Gestante" seja inaugurado, no máximo em 30 dias.

O Pronto-Socorro de Ginecologia e Obstetrícia será implantado na Santa Casa de Misericórdia, que apresenta, no mesmo espaço, a maternidade referência da cidade e a UTI neonatal. O "Pronto-Socorro da Gestante" estará preparado para atendimento de urgência e emergência 24 horas por dia, sete dias por semana, com ginecologista de plantão e retaguarda de pediatria e do médico da UTI neonatal.

A assinatura do novo convênio entre a Prefeitura e a Santa Casa para a implantação do "Pronto-Socorro da Gestante" foi realizada na última segunda-feira (26), no gabinete do prefeito Isael Domingues, com a presença dos representantes da Santa Casa, da Secretaria de Saúde da Prefeitura, do Comus e da comissão de Saúde da Câmara Municipal. "Esse espaço para atendimento exclusivo das gestantes era uma proposta que vinha desde o início de nossa gestão e vai somar aos nossos projetos de humanização na Saúde. Com o novo pronto-socorro específico para as grávidas e recém-nascidos, organizaremos o atendimento e, com certeza, salvaremos muitas vidas", destacou o prefeito.

Clima

Go to top