Esportes

Palmeiras confirma Eduardo Baptista

O Palmeiras confirmou nesta sexta-feira a contratação de Eduardo Baptista como novo treinador do clube. O técnico, que estava na Ponte Preta, assinou contrato até o fim do próximo ano com o desafio de dar continuidade ao trabalho de Cuca, que conquistou o título brasileiro, mas deixou do clube por questões pessoais.

"Estou muito feliz de chegar a um clube do tamanho e da grandeza do Palmeiras. É um time que está vivendo um grande momento, é o atual campeão brasileiro. Além disso, vou substituir um treinador que fez um trabalho brilhante. A expectativa é trabalhar muito para dar continuidade a tudo isso que foi feito, a essa busca por títulos", afirmou o novo treinador ao site oficial do clube.

Assumir o Palmeiras é o maior desafio da carreira do filho de Nelsinho Baptista, que também passou pelo clube entre 1991 e 1992. Eduardo ganhou destaque no cenário nacional em 2015, quando levou o Sport ao título da Copa do Nordeste e do Campeonato Pernambucano. Depois de ficar apenas seis meses no Fluminense, assinou contrato com a Ponte Preta. A campanha no Brasileiro de 2016 foi boa. A equipe chegou a sonhar com a vaga para Libertadores e sempre esteve distante da zona de rebaixamento.

Eduardo elogiou o elenco alviverde. "O elenco do Palmeiras é de altíssimo nível técnico e extremamente aguerrido. A temporada de 2017 será um ano importante, de Libertadores. A expectativa é de que tudo possa correr bem e que a gente possa alcançar todos os objetivos que já estamos trançando", afirmou o treinador.

Embora o acerto com o novo treinador já estivesse definido desde a semana passada, quando Baptista deixou a Ponte Preta, o anúncio oficial foi feito apenas após a posse do novo presidente Maurício Galiotte, que ocorreu na noite desta quinta-feira. Eduardo Baptista se mostrou ansioso para ter a torcida palmeirense ao seu lado.

"O Palmeiras tem uma excepcional estrutura física tanto em relação ao Centro de Excelência que está sendo finalizado quanto ao Allianz Parque, que traz uma energia incrível ao time dentro de campo. Mas, para mim, o grande trunfo é a sua torcida. Não vejo a hora de tê-la ao meu favor", finalizou o treinador, que ainda não tem a data de sua apresentação definida.

Neto recebe visita de policial que o resgatou

Com retorno para o Brasil marcado para esta quinta-feira (15), o jogador Neto posou para uma foto com Marlon Lengua, policial que o resgatou quando as buscas por sobreviventes do voo da Chapecoense já estavam suspensas. Esta é a primeira imagem pública do zagueiro desde a tragédia com o avião da LaMia que vitimou 71 pessoas em 29 de novembro.

Lengua encontrou Neto quando todos socorristas já haviam deixado o local, encerrando as buscas para retornarem nas primeiras horas do amanhecer.

A foto foi postada no Facebook pelo irmão de Neto, Leonardo Zampier, no início da manhã desta quinta. "Não ia citar alguém, por receio de ser injusto, mas esse cara aqui, eu penso que, não fosse a atenção, insistência e intuição dele, possivelmente não estaríamos aqui, nos despedindo da Colômbia e retornando ao Brasil com a missão cumprida! Muito obrigado Marlon Lengua! Muito obrigado Colômbia! Muito obrigado Brasil! Muito obrigado Mundo!", escreveu.

Ainda internado no Hospital San Vicente Fundación, na Colômbia, Neto é o último dos quatro sobreviventes brasileiros a retonar ao Brasil.

"Devemos decolar daqui às 9h (meio-dia no Brasil)", afirmou o médico Edson Stakonsk. O voo de volta prevê parada em Manaus antes de seguir para Chapecó, para onde já foram levados o lateral-esquerdo Alan Rushel e o jornalista Rafael Henzel. A chegada de Neto está prevista para as 21h (de Brasília).

Veja a mensagem do irmão na íntegra:

"Deus é amor. E amor foi o que senti aqui de todos que o ajudaram, sejam com suas habilidades, sejam com suas orações, sejam os nativos daqui ou de qualquer lugar do mundo.

Aqui vão meus agradecimentos a Deus e a esses anjos da guarda que cuidaram tão bem do meu irmão aqui na Colômbia.

Sintam-se abraçados fortemente por toda nossa família e amigos, sejam vocês socorristas, médicos, enfermeiros, voluntários, polícia, Etc. De coração.

Não ia citar alguém, por receio de ser injusto, mas esse cara aqui, eu penso que, não fosse a atenção, insistência e intuição dele, possivelmente não estaríamos aqui, nos despedindo da Colômbia e retornando ao Brasil com a missão cumprida!!!

Muito obrigado Marlon Lengua!!! Muito obrigado Colômbia!!! Muito obrigado Brasil!!! Muito obrigado Mundo!!!". As informações são do G1.

Rio-2016 deve quitar dívidas em março

O Comitê Rio-2016 não vai conseguir pagar todas as suas dívidas ainda este ano, seja com comitês paralímpicos nacionais, credores ou torcedores que pediram a devolução do dinheiro dos ingressos. A entidade que organizou os Jogos Olímpicos acredita que só em março de 2017 poderá quitar todos os débitos referentes aos Jogos. "Acho que essa situação vai até o início do próximo ano, no mais tardar até março", disse Mario Andrada, diretor executivo de comunicação do Rio-2016.

As cifras são grandes e superam os R$ 200 milhões em dívidas. O maior montante é com credores que forneceram serviços e material para os Jogos Olímpicos, por exemplo. "Nós tínhamos 20 mil deles após a Olimpíada, mas agora esse número diminuiu para 620 credores. O valor corresponde a 2% do orçamento de organização dos Jogos", afirma Andrada.

Os gastos com a organização da Olimpíada chegaram aos US$ 2,8 bilhões (R$ 9,3 bilhões). Assim, a dívida com credores atinge US$ 56 milhões, o equivalente a R$ 186,6 milhões. O executivo lembra que vários credores entraram com ação na justiça e o comitê teve bloqueio nas contas, o que provocou atrasos de outros pagamentos. "Já temos o dinheiro, mas precisamos seguir procedimentos".

Outra dívida, no valor de R$ 11 milhões, refere-se ao reembolso do custo de viagem de comitês paralímpicos nacionais para a disputa da Paralimpíada. As entidades pagaram do próprio bolso para vir ao Brasil e, em situação financeira mais crítica, cinco comitês africanos receberam recursos do Comitê Paralímpico Internacional (IPC) enquanto o dinheiro do Rio-2016 não chega.

"Estamos altamente desapontados que a segunda parcela para pagamento dos subsídios da viagem para o Brasil, assim como a primeira, não foi quitada a tempo pelo Comitê Rio-2016. Estamos buscando urgentemente uma resolução de todas as partes envolvidas. Nunca tivemos uma situação assim, na qual o comitê organizador demora tanto tempo para pagar os custos de viagem", afirmou Craig Spence, diretor de comunicação do IPC.

"Os pagamentos estão duas semanas atrasados e alguns de nossos comitês menores, que pegaram empréstimos. Eles estão agora em sério risco de não honrar pagamentos. O IPC enviou uma carta ao prefeito do Rio, Eduardo Paes, que nos apoiou fortemente durante a Paralimpíada, pedindo a ele para intervir", continuou Spence.

Em agosto, o Rio-2016 precisou pedir socorro junto ao poder público para viabilizar os Jogos Paralímpicos. O comitê conseguiu aporte federal através do patrocínio de estatais na casa dos R$ 70 milhões, enquanto a Prefeitura do Rio se comprometeu a liberar valores que poderiam chegar ao teto de R$ 150 milhões para serem utilizados principalmente no transporte dos atletas estrangeiros. Desse total, "apenas" R$ 30 milhões acabaram sendo repassados e ainda assim a conta acabou não fechando.

Ciente dos compromissos, Andrada explica que o Comitê Rio-2016 está resolvendo questões burocráticas para poder pagar a todos. "A gente sofreu muito com bloqueio de recursos. A gente já esteve para pagar algumas vezes e o dinheiro acabou bloqueado. Então, avisamos o IPC e o CPB (Comitê Paralímpico Brasileiro) da situação. Acho que tudo será regularizado nos próximos meses."

Outra pendência do Rio-2016 é em relação ao reembolso de ingressos revendidos dos Jogos. Das 120 mil pessoas que solicitaram - e demoraram para receber -, quase todas foram atendidas, após problemas com a operadora de cartão de crédito. "Estávamos com 40 mil pessoas para pagar e todas que mandaram os dados corretos já foram pagas. Faltam 8 mil pessoas que não mandaram dados, mas estamos atrás", disse Andrada. As informações são da Agência Estado.

Joseense leva Bola de Prata do Brasileirão

Campeão brasileiro com o Palmeiras em 2016, aos 35 anos de idade e sem saber o que é uma derrota sequer nas 19 partidas em que esteve como titular do Verdão, ou seja, metade do campeonato.

Titular após a lesão de Fernando Prass, o goleiro que nasceu em São José dos Campos e deu os seus primeiros passos no futebol pelo Atlético Joseense (atual São José dos Campos F.C.) conseguiu mais um feito ontem: ganhou também pela primeira vez a Bola de Prata como o melhor goleiro do Campeonato Brasileiro de 2016. O troféu é realizado anualmente pelo canal ESPN.

Desde que chegou ao time do Palestra Itália, em 2014, vindo do Ceará, Jailson aguardou pacientemente por uma oportunidade entre os titulares. Ela veio na metade do torneio e ele não largou mais. E ainda foi um dos principais destaques do time comandado pelo técnico Cuca na reta final do torneio, quando foi bastante exigido e correspondeu.

“Demorei muito para chegar aqui, então não me vejo fora do Palmeiras. Eu trabalhei bastante nas outras equipes que defendi no interior e estava louco para chegar no Palmeiras. Agora apareceu a chance”, afirmou o goleiro.

Bola de Ouro. O Palmeiras, campeão brasileiro de 2016, foi o maior vencedor da tradicional Bola de Prata, que premia desde 1970 os melhores jogadores da competição nacional. Idealizada pela “Revista Placar” e hoje promovida pelos canais ESPN, a cerimônia teve lugar em São Paulo, no final da manhã de ontem, e coroou o atacante Gabriel Jesus como melhor jogador da competição, além de outros cinco palmeirenses em suas respectivas posições.

No final, a seleção teve Jailson; Jean, Réver, Geromel e Fábio Santos; Willian Arão, Tchê Tchê, Dudu e Moisés; Robinho e Gabriel Jesus. Jesus, que recebeu o prêmio de melhor do torneio das mãos do ex-atacante Jairzinho, o Furacão da Copa, se disse emocionado pelas conquistas alcançadas antes de se transferir para o Manchester City-ING, clube para o qual se apresenta em janeiro.

FUNVIC vence o Vôlei Brasil Kirin

Na noite deste sábado, a FUNVIC Taubaté recebeu o Vôlei Brasil Kirin, em partida válida pela nona rodada da Superliga, a equipe da casa levou a melhor e venceu por 3x1.

O jogo começou emocionante, com as equipes muito concentradas, Taubateanos e Campineiros trocaram a dianteira no placar, mas logo a FUNVIC Taubaté abriu vantagem, com boas sequências de saques, e com isso fechou o primeiro set em 25 x 17. O segundo set teve seu início parecido com o primeiro, mas desta vez quem aproveitou o poder de saque foram os visitantes, com boas sequências, acabaram vencendo o set por 25 x 22, empatando a partida.

A FUNVIC Taubaté começou o terceiro set com todo gás, e logo abriu 4 x 0, obrigando o Técnico de Campinas Horácio Dileo parar o jogo, na volta o Vôlei Brasil Kirin conseguiu equilibrar o jogo, mas a vantagem adquirida pela FUNVIC Taubaté foi apenas administrada e a equipe fechou em 25 x 19.

O quarto set era de tudo ou nada para o Vôlei Brasil Kirin, a equipe precisava vencer o set para levar a decisão do jogo para o tie break, mas os donos da casa queriam os três pontos, e com bom aproveitamento nos contra ataques fechou o set em 25 x 20 e o jogo em 3x1. Segundo Rapha, eleito o melhor jogador da partida, a vitória foi importante para a sequência: “A vitória foi muito importante, após as duas derrotas, parecia que o time havia dado uma desequilibrada, mas com a vitória de quarta e a de hoje, voltamos para o nosso lugar na estrada, resultado de um trabalho sério, que está sendo feito dia a dia e que estamos no caminho certo, mas ressalto que precisamos melhorar em todos os fundamentos, a vitória só nos motiva a querer mais e mais.” O próximo compromisso da equipe será no dia 17, quando os Taubateanos viajam até Minas Gerais para enfrentar o Sada Cruzeiro.

{gallery}2016/funvicbraskirin{/gallery}

São Paulo: Rogério Ceni vai mudar treinos

Apresentado oficialmente na última quinta-feira, Rogério Ceni evitou entrar em muitos detalhes sobre como será seu modo de trabalhar no São Paulo e a forma de armar a equipe. O novo técnico garante que não tem restrição a nenhum tipo de esquema tático e lembra que pode até mudar o jeito de jogar de acordo com o adversário, a menos que não tenha boas peças para reposição para alterar a postura do time em campo.

Para assumir o desafio, ele pretende ter uma comissão técnica muito qualificada, para poder aplicar no campo as coisas que viu na Europa neste segundo semestre e aquilo que pensa sobre futebol. "Vou montar uma equipe de trabalho muito boa. Vamos fazer o máximo para ter um elenco mais forte. Será um desafio preocupante e, ao mesmo tempo, fascinante."

Ceni vai trabalhar com dois auxiliares estrangeiros, o inglês Michael Beale, que tem experiência nas categorias de base do futebol inglês e estava no Liverpool, e o francês Charles Hembert, que já atuou na parte de logística com a seleção brasileira na Copa América Centenário. A opção pela dupla vai mudar a forma de treinar no clube.

"Não estou trazendo novos conceitos, tenho os meus. Passei o que pensava ao Michael e a nossa ideia bateu. O treino será montado no dia anterior, usarei dois campos por treinamento. Eles têm muito a acrescentar. Sempre vou delegar funções, desde que as pessoas tenham competência", disse.

Ceni defende que o treinamento da equipe tenha um ritmo intenso, para que os atletas consigam repetir esta intensidade nas partidas. Sua intenção é ter um São Paulo ofensivo, com marcação pressão e buscando o gol a todo momento. Por isso, pretende juntar tudo que observou em sua longa carreira.

Futsal feminino FUNVIC é Tetracampeão Paulista

A equipe de futsal feminino da FUNVIC chegou ao tetracampeonato Paulista consecutivo sob o comando do técnico Marcos Derrico “Nenê”, ao derrotar na noite desta terça-feira (06), a equipe de São Bernardo/Sabesp por 7 a 0, em jogo realizado no ginásio do Tênis Clube em São José dos Campos.
A Máquina Amarela como é curiosamente chamada pelos fieis torcedores não quis saber da vantagem do empate e foi para cima das adversarias fazendo o primeiro gol aos quatro minutos do primeiro tempo com Tais, e dois minutos depois Tais de novo ampliou o placar e não demorou muito Tatinha a artilheira de gols bonitos fez mais dois gols no primeiro tempo e jogou um balde de água fria nas meninas de São Bernardo que tinha que ganhar o jogo no tempo normal e na prorrogação. Missão quase impossível nessa noite de terça-feira onde tudo estava dando certo para as Joseenses.

No segundo tempo, não foi diferente aos 21 segundos Tais marca seu terceiro gols na partida, e aos 11min04s, Jenifer Souza marcou o sexto gol. E quando restava pouco mais de um minuto, a goleira Jhennifer fechou a contagem, fazendo 7 a 0 para o São José, que fatura o título.

Esta foi a quarta conquista deste ano da equipe, bicampeã dos Jogos Regionais, Campeã Metropolitana, Tetracampeã dos Jogos Abertos do Interior e agora o tão esperado Tetracampeão Paulista. A equipe termina o ano como a mais vitoriosa do Estado de São Paulo.

{gallery}2016/futsal0712{/gallery}

Piloto da LaMia tinha mandado de prisão

Miguel Quiroga, piloto da aeronave que transportava o time da Chapecoense para a Colômbia e que caiu antes de chegar a Medellín, há uma semana, tinha mandado de prisão na Bolívia. De acordo com o Ministro da Defesa do país, Reymi Ferreira, o funcionário da LaMia teria se desertado da Força Aérea.

Ferreira explicou que, após formados, os pilotos militares assumem um compromisso de não se retirarem da Força Aérea até que os anos determinados de serviço estejam cumpridos. Contudo, Quiroga teria se retirado antes do tempo e entrado com um recurso na Justiça evitando sua prisão. O ministro ainda revelou, que além do funcionário da LaMia, outros quatro militares abandonaram o serviço e foram processados, porém absolvidos.

Na Bolívia, a formação de um piloto da Força Aérea custa aos cofres públicos algo em torno de R$ 340 mil. Somente em casos extremos é permitida a baixa do piloto antes do tempo estimado para a sua formação. Segundo o ministro, no caso de Quiroga, não havia motivo que sustentasse sua saída.

O piloto tinha 36 anos e era um dos sócios da companhia aérea LaMia, contratada para levar a Chapecoense, jornalistas, dirigentes e alguns convidados de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, a Medellín, na Colômbia. Ao todo, 71 pessoas morreram e seis foram resgatadas com vida, sendo elas três jogadores, dois tripulantes e um jornalista.

Marta concorre a prêmio de melhor do Mundo

Após ausência em 2015, Marta é finalista do prêmio de melhor do mundo da Fifa

A brasileira Marta foi anunciada nesta sexta-feira como uma das três finalistas do prêmio de melhor do mundo da Fifa em 2016, pela 12.ª vez na carreira. Depois de sequer ser lembrada em 2015, a jogadora voltou à disputa neste ano e lutará para recuperar o troféu que venceu cinco vezes consecutivas, de 2006 a 2010.

Aos 30 anos, Marta se destacou nesta temporada com a camisa da seleção brasileira. Foi a principal responsável por levar o País às semifinais da Olimpíada no Rio e a ficar próximo da medalha, que não veio por conta das derrotas para Suécia, nos pênaltis, na semi, e Canadá, na disputa do bronze.

Jogadora do Rosengard, da Suécia, Marta viveu uma temporada de ressurgimento, depois de um de seus piores anos em 2015. Na ocasião, a brasileira ficou de fora da lista de 10 indicadas ao prêmio de melhor do mundo e sequer foi lembrada pelos 377 eleitores, que não a citaram em nenhuma das três primeiras colocações para a disputa, o que não acontecia desde 2002, quando ela ainda tinha 16 anos.

De lá para cá, com a exceção de 2015, Marta se estabeleceu definitivamente como uma das melhores da modalidade. Em 2003, ainda aos 17 anos, ela ficou na décima colocação da eleição para melhor do mundo. Depois, figurou em 11 finais consecutivas. Em 2004 e 2013, ficou com a terceira colocação. Já em 2005, 2011, 2012 e 2014, foi a segunda.

Para vencer a premiação pela sexta vez na carreira, Marta terá que superar duas fortes concorrentes. Ela vai disputar a final com a meia norte-americana Carli Lloyd, eleita a melhor do mundo no ano passado, e a meio-campista alemã Melanie Behringer, considerada uma das principais responsáveis pelo primeiro ouro olímpico da Alemanha na modalidade, no Rio.

Ciclismo: Jovens fazem treinamento na FUNVIC

Seis jovens ciclistas brasileiros participaram, nesta semana, de um período de treinamento e avaliação, realizado pela equipe Funvic, de São José dos Campos.

A ação faz parte do Brasil Pro Cycling, projeto criado no final do ano passado e que tem como um dos objetivos, descobrir jovens talentos da modalidade. “Estamos de olho nos jovens que estão despontando pelo Brasil. Contando com ajuda de seus técnicos, conseguimos selecionar aqueles que já mostram um algo a mais e assim poderemos dar apoio, tanto financeiro como em estrutura, para que eles se desenvolvam e mostrem todo o seu potencial”, destaca Benedito Tadeu, o Kid, diretor da equipe de São José dos Campos.

Raphael Pires, Victor Ranghetti, Lincoln do Vale Silva, Breno Morais Santos, Vinícius Woitke e Kelvin, tiveram uma semana com várias atividades. Primeiro, conheceram as instalações da Fundação Universitária Vida Cristã (FUNVIC), instituição educacional, com sede em Pindamonhangaba (SP), que acompanha a equipe desde sua criação. Na oportunidade, os jovens foram recebidos pelo presidente, professor Luis Otávio Palhari e por seu vice-presidente, professor Juliano Palhari, além de professores da universidade.

Acomodados no alojamento da equipe, que também fica em Pindamonhangaba, os jovens puderam conhecer um pouco da estrutura da equipe. Durante o período, passaram por uma avaliação com o nutricionista da equipe, Breno Sidotti e receberam sessões de massagem e afins, ministrado pelo fisioterapeuta José Rone “Grande”.

Na quinta-feira (1º), os ciclistas participaram de um treino de montanha. Acompanhados por Magno Nazaret, Roberto Silva e Breno Sidotti, os jovens saíram de Pindamonhangaba e seguiram até o alto do Pico do Itapeva, que fica a 2.030 metros de altitude, passando pela serra de Campos do Jordão.

A intenção é que mais um grupo passe por este período de treinamento e avaliação junto com a equipe. Destes, alguns deverão ser contratados e estarão junto com grupo principal em 2017.

{gallery}2016/ciclismotreino{/gallery}

Clima

Go to top