Esportes

Ciclismo FUNVIC apresenta novo atleta

A FUNVIC/Brasil Pro Cycling Team, de São José dos Campos, confirmou a contratação de mais um jovem para integrar o projeto na temporada 2017. Trata-se do brusquense André Eduardo Gohr, de 20 anos.

Gohr começou sua carreira em 2009, na equipe Brucicle, de Santa Catarina. Desde então, vem obtendo importantes resultados em várias provas nacionais e internacionais. Entre 2014 e 2016, participou do intercâmbio da Confederação Brasileira de Ciclismo com a UCI (União Ciclística Internacional), o que lhe proporcionou treinar no Centro Mundial de Ciclismo, em Aigle, na Suíça.

Entre seus principais resultados, podemos destacar o tricampeonato no Brasileiro de Contrarrelógio (2011, 2012 e 2013); o título dos Jogos Sul-Americanos da Juventude em 2013 no Chile e no Tour Juvenil 2014 no Uruguai, dentre outros.

Em 2015, participou do Tour de Lavenir, considerado o Tour de France para a categoria Sub23 e, em 2016, disputou o Campeonato Pan-Americano na Venezuela. No Brasil, ficou com o 4º lugar no Sub23 no Campeonato Nacional na prova de contrarrelógio.

Antes do Natal, Gohr esteve na sede da equipe para acertar os últimos detalhes e conhecer o alojamento. “A estrutura da equipe em tudo é excelente, fiquei impressionado e muito animado de poder estar fazendo parte deste projeto”, disse.

Depois de uma temporada complicada em 2016, por causa de uma lesão, o jovem brusquense disse estar confiante para 2017. “No ano passado não tive um ano tão bom, acabei lesionando o joelho e perdendo algum tempo durante temporada. Para 2017, agora com a nova equipe, espero poder estar chegando para somar e ajudar o grupo a conquistar bons resultados”, finaliza.

Antes, mais quatro outros jovens foram anunciados para integrar o projeto Brasil Pro Cycling, além de outros nomes importantes, como o de Lauro Chaman e Caio Godoy, o espanhol Jordi Simón e o português Daniel Silva.

Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal

Superliga: Vôlei fecha primeiro turno com vitória

Na noite desta quinta-feira (22 de dezembro), a FUNVIC Taubaté recebeu o Juiz Fora Vôlei no ginásio do Abaeté. A partida válida pela 11ª rodada da Superliga terminou com a vitória dos Taubateanos por três sets a zero, parciais 25/14, 25/22 e 25/23.

Como as duas equipes vinham de derrota, a FUNVIC perdeu para o Sada Cruzeiro e o JF Vôlei para o Sesi/SP, o objetivo era vencer e terminar o primeiro turno da competição em uma melhor colocação. Para isso, o técnico Cezar Douglas colocou em quadra Wallace, Lucarelli, Mario Jr, Rapha, Éder, Lucas Lóh e Otávio.

O primeiro set começou com as duas equipes disputando ponto a ponto, mas a FUNVIC foi crescendo e abriu uma vantagem de cinco pontos. Com bons ataques, o time do Vale do Paraíba fechou a parcial em 25 a 14.

No segundo set a equipe visitante voltou disposta a dificultar o jogo dos Taubateanos e a parcial foi bem equilibrada. Tanto que na segunda parada técnica o placar marcava 17 a 16 para o time da casa. O equilíbrio se manteve até o fim e a FUNVIC Taubaté fechou a parcial em 25 a 22.

O terceiro set não foi muito diferente. As equipes se alternavam na pontuação, até que a FUNVIC Taubaté foi se distanciando e ganhando confiança graças aos bons bloqueios. Na reta final da parcial o JF Vôlei conseguiu diminuir a diferença, porém não conseguiu impedir que a equipe de Cezar Douglas fechasse o placar em 25 a 23 e o jogo em 3 sets a 0.

“Essa vitória foi importante para fechar o ano bem com a nossa torcida. Agora vamos parar e pensar em tudo o que fizemos até aqui e na volta fazer melhor e esquecer o que foi negativo. Estamos oscilando, temos que melhorar”, falou o capitão Rapha.

“Tínhamos uma expectativa de estar um pouco mais a frente nessa classificação. Hoje a equipe mostrou ter em certos momentos tranquilidade para reverter situações negativas, principalmente no terceiro set. No primeiro set tivemos excessos de erros até o oitavo ponto e depois conseguimos manter a regularidade. Agora é trabalhar nesse segundo turno para conseguir uma regularidade maior e ser forte e consistente na característica da equipe”, concluiu o técnico Cezar Douglas.

Agora a Superliga para e volta no dia 07 de janeiro, quando a FUNVIC Taubaté recebe o Caramuru Vôlei, no Abaeté, às 18h30.

IMG 1124A

 

FUNVIC: Renovação da licença Pro Continental

O ciclismo FUNVIC teve a sua licença na categoria Pro Continental, considerada a 2ª divisão do ciclismo mundial, renovada para a temporada 2017 pela UCI – União Ciclística Internacional. O documento de confirmação foi enviado ao diretor da equipe, Benedito Tadeu Júnior, na terça-feira (20).

Este será o segundo ano da equipe no calendário Pro Continental. Em 2016, a formação brasileira participou de importantes provas em diversos países, como Turquia, Espanha, Itália, Malásia, Gabão, Portugal e China. Para 2017, o diretor da equipe, conhecido como Kid, afirma que já recebeu alguns convites para que o grupo participe de grandes provas do circuito mundial. “Já temos três provas confirmadas para 2017, fora do país. Vamos aproveitar o restante do ano e o mês de janeiro para intensificar os treinos e integrar o grupo”, afirma.

Quando se fala em integração, é preciso destacar que para a próxima temporada a equipe terá várias novidades, com a chegada de vários jovens e outros nomes já consagrados, como o medalhista paralímpico Lauro Chaman. Caio Godoy e os jovens Lincoln do Vale Silva, Breno Morais, Victor César Ranghetti, Rafael Henrique Pires e Gabriel Silva, também farão parte do grupo.

Com a chancela garantida e um elenco com várias novidades, a única equipe brasileira Pro Continental, termina o ano já focando nas primeiras competições de 2017 e segue buscando desenvolver e mostrar o potencial do ciclismo brasileiro para o mundo. “Foi um ano difícil, tivemos muitas conquistas, algumas decepções, mas o que resta disso tudo é que quando o trabalho é feito com seriedade, amor e principalmente com muito profissionalismo, tudo se resolve da melhor maneira possível”, falou Kid, em tom de desabafo e de quem acredita em dias melhores para a modalidade no Brasil. “Aproveito o momento também para agradecer a todos os patrocinadores, apoiadores e a todos que colaboraram direta ou indiretamente com nosso projeto Brasil Pro Cycling. Resta aqui, o meu, o nosso, muito obrigado”, finaliza.

Foto: Luis Claudio Antunes/Bike76Brasil Pro Cycling

FUNVIC disputa última partida do ano em casa

A equipe do Vôlei FUNVIC entra em quadra amanhã, dia 22 de dezembro, para sua última partida de 2016 e a última rodada do 1º turno da Superliga. O encontro será em casa, no Ginásio do Abaeté, contra a equipe do JF Vôlei, de Juiz de Fora (MG). A partida será às 21h55, com transmissão do canal aberto da REDETV!. O grupo segue com o objetivo de conquistar vitória para fechar o ano ao lado de sua torcida.

No último sábado (17), os comandados do técnico Cezar Douglas não conseguiram superar o SADA Cruzeiro, que venceu a partida por 3 sets a 0. Com o último resultado, a FUNVIC passou a figurar a quinta colocação na classificação geral, com o total de 20 pontos, em sete vitórias em dez jogos.

A troca de ingressos pode ser feita no Ginásio da CTI e na loja Loucos por Esporte, no Via Vale Garden Shopping, até esgotar. O ingresso pode ser trocado por 1 kg de alimento não perecível, que será doado às entidades beneficentes da cidade. Cada pessoa poderá trocar, no máximo, dois ingressos e deverá apresentar o CPF no momento da troca. Crianças de até 04 anos não precisam do bilhete.

Taubaté x Bento1

FUNVIC contrata quatro jovens ciclistas

Depois de passar por uma bateria de testes na sede da equipe, quatro jovens talentos do ciclismo brasileiro foram contratados pela FUNVIC, de São José dos Campos, para a temporada 2017. As contratações fazem parte dos projeto Brasil Pro Cycling, que visa dar destaque e ajudar no desenvolvimento e na descoberta de talentos da modalidade.

Os primeiros jovens selecionados são nascidos entre 1997 e 1998, sendo três do Paraná e outro de Sergipe. Lincoln do Vale Silva, Breno Morais, Victor César Ranghetti e Rafael Henrique Pires, foram os primeiros a terem seus contratos fechados para 2017. “Ainda estamos analisando e talvez mais alguns poderão fazer parte da nossa equipe em 2017”, destaca Benedito Tadeu Júnior, o Kid, diretor da Funvic.

Um dos grandes incentivos que os jovens terão, além é claro de toda a infra-estrutura para treinamento, será a opção para cursar um curso superior na Fundação Universitária Vida Cristã (FUNVIC), patrocinadora oficial da equipe.

“Estes jovens terão a oportunidade de fazer uma faculdade, com bolsas 100% gratuitas e que são oferecidas pela Funvic. Eles podem escolher entre diversos cursos. Com isso, além de darmos uma boa oportunidade para eles, ainda contribuímos com a formação de sua formação profissional”, finaliza Kid.

Estes são algumas das novidades da equipe de São José dos Campos para 2017. Anteriormente a equipe já havia anunciado reforços como o Caio Godoy, Lauro Chaman e Gabriel Silva para a próxima temporada.

Foto: Da esquerda para a direita: Victor Ranghetti, Rafael Pires, Breno Morais e Lincoln Silva

REFORÇOS
Victor César Ranghetti – 28/12/1998 – Curitiba (PR)
Rafael Henrique Pires, 16/01/1997 – Cascavel (PR)
Breno Morais Santos – 06/03/1997 – Aracaju (SE)
Lincoln do Vale Silva – 11/04/1997 – Guarapoava (PR)

 

 

Palmeiras confirma Eduardo Baptista

O Palmeiras confirmou nesta sexta-feira a contratação de Eduardo Baptista como novo treinador do clube. O técnico, que estava na Ponte Preta, assinou contrato até o fim do próximo ano com o desafio de dar continuidade ao trabalho de Cuca, que conquistou o título brasileiro, mas deixou do clube por questões pessoais.

"Estou muito feliz de chegar a um clube do tamanho e da grandeza do Palmeiras. É um time que está vivendo um grande momento, é o atual campeão brasileiro. Além disso, vou substituir um treinador que fez um trabalho brilhante. A expectativa é trabalhar muito para dar continuidade a tudo isso que foi feito, a essa busca por títulos", afirmou o novo treinador ao site oficial do clube.

Assumir o Palmeiras é o maior desafio da carreira do filho de Nelsinho Baptista, que também passou pelo clube entre 1991 e 1992. Eduardo ganhou destaque no cenário nacional em 2015, quando levou o Sport ao título da Copa do Nordeste e do Campeonato Pernambucano. Depois de ficar apenas seis meses no Fluminense, assinou contrato com a Ponte Preta. A campanha no Brasileiro de 2016 foi boa. A equipe chegou a sonhar com a vaga para Libertadores e sempre esteve distante da zona de rebaixamento.

Eduardo elogiou o elenco alviverde. "O elenco do Palmeiras é de altíssimo nível técnico e extremamente aguerrido. A temporada de 2017 será um ano importante, de Libertadores. A expectativa é de que tudo possa correr bem e que a gente possa alcançar todos os objetivos que já estamos trançando", afirmou o treinador.

Embora o acerto com o novo treinador já estivesse definido desde a semana passada, quando Baptista deixou a Ponte Preta, o anúncio oficial foi feito apenas após a posse do novo presidente Maurício Galiotte, que ocorreu na noite desta quinta-feira. Eduardo Baptista se mostrou ansioso para ter a torcida palmeirense ao seu lado.

"O Palmeiras tem uma excepcional estrutura física tanto em relação ao Centro de Excelência que está sendo finalizado quanto ao Allianz Parque, que traz uma energia incrível ao time dentro de campo. Mas, para mim, o grande trunfo é a sua torcida. Não vejo a hora de tê-la ao meu favor", finalizou o treinador, que ainda não tem a data de sua apresentação definida.

Neto recebe visita de policial que o resgatou

Com retorno para o Brasil marcado para esta quinta-feira (15), o jogador Neto posou para uma foto com Marlon Lengua, policial que o resgatou quando as buscas por sobreviventes do voo da Chapecoense já estavam suspensas. Esta é a primeira imagem pública do zagueiro desde a tragédia com o avião da LaMia que vitimou 71 pessoas em 29 de novembro.

Lengua encontrou Neto quando todos socorristas já haviam deixado o local, encerrando as buscas para retornarem nas primeiras horas do amanhecer.

A foto foi postada no Facebook pelo irmão de Neto, Leonardo Zampier, no início da manhã desta quinta. "Não ia citar alguém, por receio de ser injusto, mas esse cara aqui, eu penso que, não fosse a atenção, insistência e intuição dele, possivelmente não estaríamos aqui, nos despedindo da Colômbia e retornando ao Brasil com a missão cumprida! Muito obrigado Marlon Lengua! Muito obrigado Colômbia! Muito obrigado Brasil! Muito obrigado Mundo!", escreveu.

Ainda internado no Hospital San Vicente Fundación, na Colômbia, Neto é o último dos quatro sobreviventes brasileiros a retonar ao Brasil.

"Devemos decolar daqui às 9h (meio-dia no Brasil)", afirmou o médico Edson Stakonsk. O voo de volta prevê parada em Manaus antes de seguir para Chapecó, para onde já foram levados o lateral-esquerdo Alan Rushel e o jornalista Rafael Henzel. A chegada de Neto está prevista para as 21h (de Brasília).

Veja a mensagem do irmão na íntegra:

"Deus é amor. E amor foi o que senti aqui de todos que o ajudaram, sejam com suas habilidades, sejam com suas orações, sejam os nativos daqui ou de qualquer lugar do mundo.

Aqui vão meus agradecimentos a Deus e a esses anjos da guarda que cuidaram tão bem do meu irmão aqui na Colômbia.

Sintam-se abraçados fortemente por toda nossa família e amigos, sejam vocês socorristas, médicos, enfermeiros, voluntários, polícia, Etc. De coração.

Não ia citar alguém, por receio de ser injusto, mas esse cara aqui, eu penso que, não fosse a atenção, insistência e intuição dele, possivelmente não estaríamos aqui, nos despedindo da Colômbia e retornando ao Brasil com a missão cumprida!!!

Muito obrigado Marlon Lengua!!! Muito obrigado Colômbia!!! Muito obrigado Brasil!!! Muito obrigado Mundo!!!". As informações são do G1.

Rio-2016 deve quitar dívidas em março

O Comitê Rio-2016 não vai conseguir pagar todas as suas dívidas ainda este ano, seja com comitês paralímpicos nacionais, credores ou torcedores que pediram a devolução do dinheiro dos ingressos. A entidade que organizou os Jogos Olímpicos acredita que só em março de 2017 poderá quitar todos os débitos referentes aos Jogos. "Acho que essa situação vai até o início do próximo ano, no mais tardar até março", disse Mario Andrada, diretor executivo de comunicação do Rio-2016.

As cifras são grandes e superam os R$ 200 milhões em dívidas. O maior montante é com credores que forneceram serviços e material para os Jogos Olímpicos, por exemplo. "Nós tínhamos 20 mil deles após a Olimpíada, mas agora esse número diminuiu para 620 credores. O valor corresponde a 2% do orçamento de organização dos Jogos", afirma Andrada.

Os gastos com a organização da Olimpíada chegaram aos US$ 2,8 bilhões (R$ 9,3 bilhões). Assim, a dívida com credores atinge US$ 56 milhões, o equivalente a R$ 186,6 milhões. O executivo lembra que vários credores entraram com ação na justiça e o comitê teve bloqueio nas contas, o que provocou atrasos de outros pagamentos. "Já temos o dinheiro, mas precisamos seguir procedimentos".

Outra dívida, no valor de R$ 11 milhões, refere-se ao reembolso do custo de viagem de comitês paralímpicos nacionais para a disputa da Paralimpíada. As entidades pagaram do próprio bolso para vir ao Brasil e, em situação financeira mais crítica, cinco comitês africanos receberam recursos do Comitê Paralímpico Internacional (IPC) enquanto o dinheiro do Rio-2016 não chega.

"Estamos altamente desapontados que a segunda parcela para pagamento dos subsídios da viagem para o Brasil, assim como a primeira, não foi quitada a tempo pelo Comitê Rio-2016. Estamos buscando urgentemente uma resolução de todas as partes envolvidas. Nunca tivemos uma situação assim, na qual o comitê organizador demora tanto tempo para pagar os custos de viagem", afirmou Craig Spence, diretor de comunicação do IPC.

"Os pagamentos estão duas semanas atrasados e alguns de nossos comitês menores, que pegaram empréstimos. Eles estão agora em sério risco de não honrar pagamentos. O IPC enviou uma carta ao prefeito do Rio, Eduardo Paes, que nos apoiou fortemente durante a Paralimpíada, pedindo a ele para intervir", continuou Spence.

Em agosto, o Rio-2016 precisou pedir socorro junto ao poder público para viabilizar os Jogos Paralímpicos. O comitê conseguiu aporte federal através do patrocínio de estatais na casa dos R$ 70 milhões, enquanto a Prefeitura do Rio se comprometeu a liberar valores que poderiam chegar ao teto de R$ 150 milhões para serem utilizados principalmente no transporte dos atletas estrangeiros. Desse total, "apenas" R$ 30 milhões acabaram sendo repassados e ainda assim a conta acabou não fechando.

Ciente dos compromissos, Andrada explica que o Comitê Rio-2016 está resolvendo questões burocráticas para poder pagar a todos. "A gente sofreu muito com bloqueio de recursos. A gente já esteve para pagar algumas vezes e o dinheiro acabou bloqueado. Então, avisamos o IPC e o CPB (Comitê Paralímpico Brasileiro) da situação. Acho que tudo será regularizado nos próximos meses."

Outra pendência do Rio-2016 é em relação ao reembolso de ingressos revendidos dos Jogos. Das 120 mil pessoas que solicitaram - e demoraram para receber -, quase todas foram atendidas, após problemas com a operadora de cartão de crédito. "Estávamos com 40 mil pessoas para pagar e todas que mandaram os dados corretos já foram pagas. Faltam 8 mil pessoas que não mandaram dados, mas estamos atrás", disse Andrada. As informações são da Agência Estado.

Joseense leva Bola de Prata do Brasileirão

Campeão brasileiro com o Palmeiras em 2016, aos 35 anos de idade e sem saber o que é uma derrota sequer nas 19 partidas em que esteve como titular do Verdão, ou seja, metade do campeonato.

Titular após a lesão de Fernando Prass, o goleiro que nasceu em São José dos Campos e deu os seus primeiros passos no futebol pelo Atlético Joseense (atual São José dos Campos F.C.) conseguiu mais um feito ontem: ganhou também pela primeira vez a Bola de Prata como o melhor goleiro do Campeonato Brasileiro de 2016. O troféu é realizado anualmente pelo canal ESPN.

Desde que chegou ao time do Palestra Itália, em 2014, vindo do Ceará, Jailson aguardou pacientemente por uma oportunidade entre os titulares. Ela veio na metade do torneio e ele não largou mais. E ainda foi um dos principais destaques do time comandado pelo técnico Cuca na reta final do torneio, quando foi bastante exigido e correspondeu.

“Demorei muito para chegar aqui, então não me vejo fora do Palmeiras. Eu trabalhei bastante nas outras equipes que defendi no interior e estava louco para chegar no Palmeiras. Agora apareceu a chance”, afirmou o goleiro.

Bola de Ouro. O Palmeiras, campeão brasileiro de 2016, foi o maior vencedor da tradicional Bola de Prata, que premia desde 1970 os melhores jogadores da competição nacional. Idealizada pela “Revista Placar” e hoje promovida pelos canais ESPN, a cerimônia teve lugar em São Paulo, no final da manhã de ontem, e coroou o atacante Gabriel Jesus como melhor jogador da competição, além de outros cinco palmeirenses em suas respectivas posições.

No final, a seleção teve Jailson; Jean, Réver, Geromel e Fábio Santos; Willian Arão, Tchê Tchê, Dudu e Moisés; Robinho e Gabriel Jesus. Jesus, que recebeu o prêmio de melhor do torneio das mãos do ex-atacante Jairzinho, o Furacão da Copa, se disse emocionado pelas conquistas alcançadas antes de se transferir para o Manchester City-ING, clube para o qual se apresenta em janeiro.

FUNVIC vence o Vôlei Brasil Kirin

Na noite deste sábado, a FUNVIC Taubaté recebeu o Vôlei Brasil Kirin, em partida válida pela nona rodada da Superliga, a equipe da casa levou a melhor e venceu por 3x1.

O jogo começou emocionante, com as equipes muito concentradas, Taubateanos e Campineiros trocaram a dianteira no placar, mas logo a FUNVIC Taubaté abriu vantagem, com boas sequências de saques, e com isso fechou o primeiro set em 25 x 17. O segundo set teve seu início parecido com o primeiro, mas desta vez quem aproveitou o poder de saque foram os visitantes, com boas sequências, acabaram vencendo o set por 25 x 22, empatando a partida.

A FUNVIC Taubaté começou o terceiro set com todo gás, e logo abriu 4 x 0, obrigando o Técnico de Campinas Horácio Dileo parar o jogo, na volta o Vôlei Brasil Kirin conseguiu equilibrar o jogo, mas a vantagem adquirida pela FUNVIC Taubaté foi apenas administrada e a equipe fechou em 25 x 19.

O quarto set era de tudo ou nada para o Vôlei Brasil Kirin, a equipe precisava vencer o set para levar a decisão do jogo para o tie break, mas os donos da casa queriam os três pontos, e com bom aproveitamento nos contra ataques fechou o set em 25 x 20 e o jogo em 3x1. Segundo Rapha, eleito o melhor jogador da partida, a vitória foi importante para a sequência: “A vitória foi muito importante, após as duas derrotas, parecia que o time havia dado uma desequilibrada, mas com a vitória de quarta e a de hoje, voltamos para o nosso lugar na estrada, resultado de um trabalho sério, que está sendo feito dia a dia e que estamos no caminho certo, mas ressalto que precisamos melhorar em todos os fundamentos, a vitória só nos motiva a querer mais e mais.” O próximo compromisso da equipe será no dia 17, quando os Taubateanos viajam até Minas Gerais para enfrentar o Sada Cruzeiro.

{gallery}2016/funvicbraskirin{/gallery}

Go to top