Brasil desiste de candidatura à sede da Copa do Mundo Feminina em 2023

Brasil desiste de candidatura à sede da Copa do Mundo Feminina em 2023

A CBF anunciou nesta segunda-feira a retirada da candidatura para ser sede da Copa do Mundo Feminina, em 2023.

 A Fifa anunciará o vencedor no dia 25 de junho, após reunião do Conselho da entidade.

 Com a saída do Brasil, a escolha ficará entre Austrália/Nova Zelândia, Japão e Colômbia.

Segundo a CBF, a Fifa não enxergou as garantias necessárias por parte do governo federal para realizar a competição em solo brasileiro.

Politicamente, a candidatura brasileira já não era considerada favorita. O país perdeu recentemente a disputa para sediar o Mundial Sub-20 de 2021.

A própria CBF entende que há uma concentração de eventos recentes no país.

Ano passado, o Brasil recebeu o Mundial Sub-17, sendo substituto de última hora do Peru, que não conseguiu organizar o evento.

Para a Fifa, a escolha da próxima sede do Mundial Feminino é estratégica para aproveitar o crescimento de interesse na competição.

 Será a primeira edição no formato com 32 seleções. Em 2019, na França, o torneio bateu recordes de audiência.

 Os Estados Unidos ficaram com o título, enquanto o Brasil caiu nas oitavas para as donas da casa.

Ler 178 vezes
Entre para postar comentários
Go to top