Governo de SP mantém o Vale na cor laranja do Plano São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria , confirmou na última sexta-feira dia 17, que as cidades do Vale e do Litoral Norte continuarão na fase laranja do Plano São Paulo.

Os municípios da região seguem na mesma fase desde o início de junho, com a permissão de reabertura das atividades comerciais, concessionárias e escritórios, seguindo regras de higiene, limite de pessoas no estabelecimento e horários de funcionamento.

Hoje, apenas sete regiões do estado estão na fase amarela. Além da capital paulista, estão na fase amarela as regiões da Baixada Santista, de Registro e quatro sub-regiões metropolitanas: sudoeste, sudeste, leste e oeste.

Nova fase de vacinação contra sarampo tem início em Taubaté

Nova fase de vacinação contra sarampo tem início em Taubaté

Teve início nesta quarta-feira dia 15, a segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo.

 De acordo com o levantamento do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) de São Paulo, Taubaté é um dos 29 municípios paulistas considerados prioritários para a campanha, já que há registro de circulação ativa do vírus.

Segundo a Prefeitura Municipal, foram feitas este ano 10 notificações de casos suspeitos que resultaram em dois casos positivos, dos quais um bebê de 7 meses em janeiro e outro bebê, de 10 meses, em março. Em 2019 foram confirmados 30 casos.

Além dos grupos tradicionais (de 6 meses a 29 anos), a vacinação nesta segunda fase deve ocorrer de forma indiscriminada em todos os adultos entre 30 e 49 anos.

 Quem estiver inserido nesta faixa etária precisa tomar novamente uma dose da vacina, mesmo que já tenha sido imunizado anteriormente.

Ainda de acordo com a administração municipal, as doses da vacina contra o sarampo estão disponíveis em todas as unidades de saúde que dispõem de salas de vacinação, dentro de seus horários e cronogramas específicos de funcionamento.

A segunda fase da campanha acontece até o dia 31 de agosto.

Taubaté chega a 34 mortes e 934 casos confirmados de Covid-19

Taubaté chega a 34 mortes e 934 casos confirmados de Covid-19

A cidade de Taubaté chegou nesta segunda-feira dia 13 a um total de 934 casos confirmados de coronavírus.

 Foram 25 confirmações nos boletins epidemiológicos de sábado dia 11 e domingo dia 12 e mais 40 no boletim de hoje.

Além dos casos positivos, a Vigilância Epidemiológica confirmou mais duas mortes pela doença no município. As vítimas mais recentes são dois idosos.

Segundo o boletim desta segunda-feira dia 13, a cidade tem 234 casos em análise e 725 pacientes recuperados da Covid-19.

Outros 94 pacientes estão internados em hospitais, entre casos confirmados e suspeitos da doença.

Termômetro
Após ficar sábado e domingo com a cor amarela, indicando risco médio, o “termômetro virtual” da Prefeitura de Taubaté voltou para a cor laranja nesta segunda-feira, indicando risco médio/alto.

Entre os indicadores da ferramenta, a taxa de isolamento social de Taubaté no último domingo dia 12, foi de 49% e ficou com a cor vermelha. A taxa de ocupação de leitos de UTI HMUT/UPA Central foi de 63% e também ficou com a cor vermelha.

 Já a variação diária de novos casos ficou em 4,35% e ganhou a cor verde.

Pinda tem 11 pacientes recuperados da covid-19

Pinda tem 11 pacientes recuperados da covid-19

A Vigilância Epidemiológica informou, no boletim do ultimo domingo dia 12, que mais 11 pessoas estão recuperadas da covid-19 em Pindamonhangaba.

 Eles são dos seguintes bairros: Village Paineiras, Cidade Jardim, Bem Viver, Vila Rica, Araretama, Campinas, Santana, Vila São Benedito, Feital e Vila Bourghese.

A ocupação de leitos está em 58% de enfermaria e 52% de UTI, somando redes pública e particular.

 O índice de isolamento na cidade está em 47%, segundo o Sistema de Monitoramento Inteligente do Estado de São Paulo, que fez sua última atualização de dados no dia 10 de julho.

Prefeitura aumenta transparência com lista de medicamentos

Prefeitura aumenta transparência com lista de medicamentos

A Prefeitura de Taubaté faz a divulgação de sua lista de medicamentos com o objetivo de aumentar a transparência para os usuários da Rede Municipal de Saúde.


A partir de agora, a listagem está dividida em três segmentos: medicamentos disponíveis no Centro Municipal de Medicamentos (Cemume), medicamentos disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde e medicamentos cujo fornecimento está suspenso provisoriamente por atrasos na entrega pelos fornecedores ou tramitação de licitações.


A ideia é manter uma atualização regular dessa listagem para evitar deslocamentos desnecessários por parte dos usuários.


As informações podem ser verificadas pelo link https://www.taubate.sp.gov.br/listademedicamentos/.

O Cemume bateu recorde em 2019, totalizando 20,7 milhões de itens entregues aos usuários da rede pública de saúde.


O número representa um crescimento de 13,59% em relação ao total de itens entregues em 2018. Em um comparativo com o início da série histórica montada pela Secretaria de Saúde em 2012, o salto é de 327,31%.


Somente no primeiro quadrimestre deste ano, com a pandemia do coronavírus, o município bateu novo recorde, com o fornecimento de 7.049.929 itens gratuitamente à população.

Ala Covid-19 do HMUT recebe reforço de mais 10 leitos

Ala Covid-19 do HMUT recebe reforço de mais 10 leitos

A Prefeitura de Taubaté confirmou  a ampliação do número de leitos hospitalares exclusivos para pacientes taubateanos com suspeita ou confirmação de coronavírus.

Os leitos serão instalados no Hospital Municipal Universitário de Taubaté (HMUT) e poderão servir tanto para enfermaria quanto para UTI. Estes novos leitos estão disponíveis para uso a partir da próxima semana.

Segundo a Prefeitura, a ideia é reduzir as taxas de ocupação no momento em que o município se aproxima do pico de casos.

Com 90 leitos municipais – sendo 60 de enfermaria e 30 de UTI - para pacientes envolvendo a doença, a cidade alcançou no boletim epidemiológico desta quinta-feira (9), a cor vermelha no “termômetro virtual”. Um dos parâmetros utilizados na ferramenta é a taxa de ocupação de leitos de UTI do HMUT e do Hospital de Campanha montado na UPA Central, que está em 60%.

Anvisa autoriza testes da vacina contra o coronavírus; voluntários serão profissionais de saúde

Anvisa autoriza testes da vacina contra o coronavírus; voluntários serão profissionais de saúde

O Governador João Doria anunciou na ultima segunda feira dia 6 que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou o Instituto Butantan, em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac Biotech, a iniciar a fase III dos ensaios clínicos para testar a eficácia e a segurança da vacina contra o coronavírus. Os voluntários serão profissionais de saúde que trabalham no atendimento a pacientes com COVID-19.

“Esta é uma etapa de fundamental importância na vida do país e na vida e na saúde de milhões de brasileiros. Toda a pesquisa clínica será coordenada pelo Instituto Butantan, um dos maiores centros de pesquisa do mundo, que tem mais de 100 anos de atividades e é o maior produtor de vacinas da América Latina e um dos maiores do mundo”, disse Doria.

As inscrições começam na próxima segunda-feiradia 13 e o processo de testagem será iniciado em 20 de julho. Os profissionais de saúde não podem ter sofrido infecção provocada pelo coronavírus, não devem participar de outros estudos e não podem estar grávidas ou planejarem uma gravidez nos próximos três meses. Outra restrição é que não tenham doenças instáveis ou que precisem de medicações que alterem a resposta imune.

O Instituto Butantan está adaptando uma fábrica para a produção da vacina. A capacidade de produção é de até 100 milhões de doses. Se a vacina for efetiva, o Instituto Butantan vai receber da Sinovac, até o fim do ano, 60 milhões de doses para distribuição.

As análises da Anvisa incluíram informações clínicas e de fabricação geradas pela Sinovac, além do plano de desenvolvimento clínico e protocolo de teste desenvolvido pelo Butantan.

 A agência garantiu celeridade ao pedido devido à emergência de saúde pública. A revisão foi conduzida com os mais altos padrões, já que a Anvisa é membro titular do Conselho Internacional de Harmonização de Requisitos Técnicos para Produtos Farmacêuticos para Uso Humano (ICH) e qualificada como agência reguladora funcional da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Os testes serão realizados em nove mil voluntários que trabalham em instalações especializadas para COVID-19, em 12 centros de pesquisas de seis Estados brasileiros: São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná. A convocação dos participantes voluntários está programada para começar neste mês após a aprovação ética ser obtida em cada local clínico.

Na capital paulista foram selecionados o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, Instituto de Infectologia Emílio Ribas e Hospital Israelita Albert Einstein. Ainda no estado de São Paulo participarão a Universidade Municipal de São Caetano do Sul, Hospital das Clínicas da Unicamp (Campinas), Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto e o Centro de Saúde Escola da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto.

As pesquisas serão realizadas, ainda, na Universidade de Brasília (UnB), Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, no Rio de Janeiro, Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Fármacos da Universidade Federal de Minas Gerais, Hospital São Lucas da PUC do Rio Grande do Sul e Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná.

“A aprovação do ensaio clínico de fase III é uma demonstração de que a parceria Butantan e Sinovac é uma colaboração eficiente para avançar, oferecendo esperança para salvar vidas em todo o mundo”, comentou o diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas.

Moradores de rua são foco de testagem contra coronavírus em Taubaté

Moradores de rua são foco de testagem contra coronavírus em Taubaté

A equipe do Consultório na Rua da Prefeitura de Taubaté escolheu esta segunda-feira dia 6, para promover uma busca ativa em praças e vias públicas do município para aplicação de testes rápidos para detecção do coronavírus na população em situação de rua.

Segundo a administração municipal, esta atividade deve ocorrer durante a semana, no período da manhã, e integra o conjunto de estratégias montadas pelo Comitê Municipal de Enfrentamento ao Coronavíurs junto à Vigilância Epidemiológica para mapear a ocorrência de casos em Taubaté.

Até o momento já foram realizados 6.588 testes em Taubaté, dos quais 5 mil testes rápidos e 1.588 testes do tipo RT-PCR.

Ainda de acordo com a Prefeitura, a aplicação dos testes rápidos “obedece a critérios técnicos e ocorre em pontos estratégicos”.

Já são mais de 80 locais selecionados.

 Entre os exemplos mais recentes estão os motoristas de táxi que trabalham nos pontos localizados nas proximidades do Hospital Municipal Universitário de Taubaté (HMUT) e no Hospital de Campanha montado na UPA Central, funcionários do shopping popular e servidores da prefeitura que mantêm contato direto com o público.

Vacinação contra influenza é liberada para público em geral

Vacinação contra influenza é liberada para público em geral

O estoque de doses da vacina contra a influenza foi reforçado em Taubaté pela Vigilância Epidemiológica. A decisão foi tomada após a Campanha de Vacinação ser liberada para aplicação em toda a população até o dia 24 de julho.

Conforme determinação do governo do Estado, a partir de agora, todas as salas de vacinação do município, dentro de seus horários e cronogramas específicos, estão autorizadas a aplicar as doses. Também foi feito um pedido para que a regional do Grupo de Vigilância Epidemiológica repasse um novo quantitativo ao município até o encerramento da campanha de vacinação.

Segundo a Prefeitura, já foram aplicadas 131.338 doses da vacina contra a influenza desde o início da campanha. Entre os grupos considerados prioritários, gestantes (67,74%), adultos entre 55 anos e 59 anos (68,53%) e crianças (74,59%) ainda precisam melhorar as taxas de cobertura para atingir a meta de 90% estabelecida pelo Ministério da Saúde.

Go to top