CAS de Taubaté realiza mutirão contra dengue após 1,7 mil casos confirmados

A cidade de Taubaté segue em enfrentamento ao coronavírus, mas segue como foco também no combate ao aedes aegypti.

 De acordo com a Prefeitura, o município encerrou o mês de maio com 1.798 casos confirmados de dengue, dos quais 20 são importados e o restante autóctones. Até o momento, são cinco os registros de morte pela doença.

Para diminuir a proliferação de casos de dengue, agentes do Controle de Animais Sinantrópicos (CAS) de Taubaté iniciam nesta semana um mutirão de visitas casa a casa no Parque Três Marias, Terra Nova, Bosque da Saúde e Alto São Pedro.

Esses bairros têm 75 casos positivos e integram a área 8 do mapa epidemiológico.

 Eles são considerados pontos sensíveis para criadouros do mosquito Aedes aegypti.

Na Análise de Densidade Larvária (ADL) de janeiro, por exemplo, esta área teve um índice Breteau (IB) de 6,47, o terceiro mais alto do município.

Segundo a Prefeitura, a estratégia das equipes vai ser de realizar uma varredura em todos os quarteirões do bairro, unindo os raios de ação entre os registros de casos confirmados.

 Além disso, o CAS vai manter em junho atividades em horário extraordinário com cerca de 20 funcionários aos sábados na atividade de nebulização, dando continuidade às ações realizadas no decorrer da semana, procurando diminuir o índice de pendências.

Taubaté registra 16 novos casos de Covid nesta sexta-feira

Taubaté registra 16 novos casos de Covid nesta sexta-feira

A cidade de Taubaté apresentou mais um aumento expressivo no número de casos de coronavírus. O boletim epidemiológico desta sexta-feira dia 12 registrou mais 16 confirmações da doença, com o número total chegando a 262 casos.

Até o fechamento desta matéria, a Prefeitura de Taubaté não havia passado informações em detalhe sobre os novos casos.

O município soma ainda 60 casos em análise e 43 pacientes estão internados em hospitais, entre casos suspeitos e confirmados de Covid-19. Já 190 casos são considerados como recuperados do vírus.

Entre domingo dia 7 e sexta-feira dia 12, a Vigilância Epidemiológica confirmou 57 casos de coronavírus e dois óbitos pela doença. O município já registrou seis mortes por Covid-19, sendo cinco de moradores de Taubaté e um morador de São Paulo que estava internado no Hospital Municipal Universitário de Taubaté (HMUT).

Termômetro
Pelo segundo dia consecutivo o “termômetro virtual” ficou na cor laranja, indicando risco médio/alto. Os parâmetros negativos, que ficaram na cor vermelha, foram de isolamento social, que na quinta-feira dia 11 ficou em 48% e a ocupação de 71% dos leitos de UTI do HMUT e da UPA Central. O único fator positivo foi a variação diária, que ficou em 6,5%.

América Latina tem 1,3 milhão de casos e 65 mil mortes por Covid-19

América Latina tem 1,3 milhão de casos e 65 mil mortes por Covid-19

Hoje, a região tem mais 1,3 milhão de casos confirmados da doença, sendo que 1,1 milhão estão em apenas 4 países: Brasil (691.758), Peru (196.515), Chile (138.846) e México (117.103). No mundo todo, são mais de 7 milhões de casos confirmados.

O Brasil ultrapassará a marca de 1 milhão de pessoas contaminadas no dia 20 de junho, segundo dados da plataforma estatística do Instituto de Informática da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Neste mesmo dia, a previsão é de que teremos mais de 47 mil mortos. A ferramenta traz gráficos e projeções de tendências da evolução de casos e mortes por país.

O número de mortes segue aumentando na região, registrando recordes em alguns países. De acordo com o Painel Rede CoVida, na última semana o Brasil chegou a registrar 1.432 mortes em um único dia (4 de junho). O país já soma 36.455 mortes pelo novo coronavírus.

A Rede CoVida – Ciência, Informação e Solidariedade é uma iniciativa que surgiu em março de 2020 a partir da união entre o Centro de Integração de Dados e Conhecimentos para Saúde (Cidacs/Fiocruz Bahia) e a Universidade Federal da Bahia (Ufba), diante da maior crise de sanitária global dos últimos 100 anos.

Vigilância Epidemiológica alerta para queda na vacinação de bebês em Taubaté

Vigilância Epidemiológica alerta para queda na vacinação de bebês em Taubaté

A Vigilância Epidemiológica de Taubaté chamou atenção nesta semana para a queda no número de imunizações em crianças com até um ano de idade.

Seguindo determinação do Ministério da Saúde, a equipe de saúde do município reforça a orientação aos pais de crianças com essa idade, para que atualizem a carteira de vacinação de seus filhos.

De acordo com a Prefeitura, a situação em Taubaté é reflexo do que acontece em nível nacional por conta da pandemia do coronavírus e o receio das famílias em procurar as unidades de saúde neste momento.

Um balanço da Vigilância Epidemiológica demonstra que houve redução na quantidade de doses de cinco das principais vacinas que devem ser aplicadas no primeiro ano de vida.

Entre janeiro e maio deste ano, houve queda na aplicação das vacinas pentavalente (14,76%), pneumocócica 10 (19,17%), poliomielite (14,55%), meningocócica (28,29%) e rotavírus (11,51%).

Ainda segundo a Prefeitura, foi montado um esquema especial para centralizar a aplicação dessas doses do calendário de vacinação de rotina nas seis UBS Mais de Taubaté.

 Os pais podem procurar as unidades nos horários abaixo, portanto a carteirinha de vacinação das crianças.

SP registra 9,1 mil óbitos e 143 mil casos de coronavírus

SP registra 9,1 mil óbitos e 143 mil casos de coronavírus

O Estado de São Paulo registrou ontem dia 7 ,9.145 mortes e 143.073 casos confirmados do novo coronavírus

. Entre as pessoas diagnosticadas com a COVID-19, 26.044 foram internadas, curadas e tiveram alta hospitalar.

Dos 645 municípios do território paulista, houve pelo menos uma pessoa infectada em 558 cidades, sendo 292 com um ou mais óbitos.

As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 76,7% na Grande São Paulo e 67,8% no Estado. O número de pacientes internados é de 13.270, sendo 8.182 em enfermaria e 5.088 em unidades de terapia intensiva.

Perfil da mortalidade
Entre as vítimas fatais estão 5.288 homens e 3.857 mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 73,1% das mortes.

Observando faixas etárias, nota-se que a mortalidade é maior entre 70 e 79 anos (2.138), seguida pela faixa de 60 a 69 anos (2.112) e 80 e 89 anos (1.818).

 Entre as demais faixas estão os: menores de 10 anos (17), 10 a 19 anos (25), 20 a 29 anos (72), 30 a 39 anos (338), 40 a 49 anos (676), 50 a 59 anos (1.326) e maiores de 90 anos (623).

Os principais fatores de risco associados à mortalidade são cardiopatia (58,2% dos óbitos), diabetes mellitus (42,9%), doenças neurológica (11,3%) doença renal (10,4%), pneumopatia (9,1%).

 Outros fatores identificados são obesidade, imunodepressão, asma, doenças hematológica e hepática.

 Esses fatores de risco foram identificados em 7.370 pessoas que faleceram por COVID-19 (80,6%).

Campanha "Junho Lilás" lembra a importância do Teste do Pezinho

Campanha "Junho Lilás" lembra a importância do Teste do Pezinho

Um exame de sangue simples, coletado por meio de uma picada no pé do recém-nascido, o Teste do Pezinho é tema da campanha Junho Lilás, para conscientizar o poder público e a sociedade civil sobre a importância de se expandir o acesso da população ao teste do pezinho.

De acordo com o médico imunologista e consultor técnico do Instituto Jô Clemente, Antonio Condino Netto, as análises deveriam ser ampliadas, principalmente em razão da pandemia do novo coronavírus, porque quanto mais doenças raras a triagem neonatal puder detectar, melhor para a saúde do bebê. 

A neurologista infantil Fernanda Monti lembra que é importante que o teste ampliado seja feito entre as primeiras 48 horas e até o quinto dia de vida do bebê, já que esse é o período mais adequado para detectar precocemente doenças raras e graves, que podem acarretar em deficiência intelectual. 

O Teste do Pezinho foi implantado no país em 1976, e desde 2001 é um Serviço de Referência em Triagem Neonatal credenciado pelo Ministério da Saúde. O instituto Jô Clemente foi um dos principais responsáveis pelo surgimento das leis que obrigam e regulamentam o exame. Atualmente o Instituto é responsável por 80% da triagem dos bebês nascidos na capital paulista e 67% dos recém-nascidos no estado de São Paulo, por meio do SUS e de maternidades e hospitais privados.

UPA Araretama inicia atividades em Pinda

UPA Araretama inicia atividades em Pinda

A Unidade de Pronto Atendimento UPA do Araretama inicia suas atividades nesta sexta-feira dia 5.

 A unidade será aberta como UPA 24 horas para a população utilizar neste momento para situações de urgência e emergência.

O local poderá receber leitos de retaguarda de alta complexidade com respiradores, caso seja necessário.

 Estes leitos serão destinados aos pacientes em estado mais delicado, que inspirem cuidados intensivos.

A UPA Araretama fica na Estrada Municipal Carlos Lopes Guedes Filho, 406.

Vacinação contra Influenza em Taubaté segue até dia 30 de junho

Vacinação contra Influenza em Taubaté segue até dia 30 de junho

O Ministério da Saúde decidiu prorrogar a Campanha de Vacinação contra a Influenza até o dia 30 de junho.

 Em Taubaté, a Vigilância Epidemiológica trabalha com o reforço na divulgação para atingir a meta estabelecida para todos os grupos prioritários.

Até a próxima sexta-feira dia 5, estão mantidos 24 postos de vacinação em unidades de Estratégia de Saúde da Família e Pamos (Posto de Atendimento Médico e Odontológico) para a aplicação das doses aos integrantes dos grupos prioritários. Profissionais de saúde, caminhoneiros e representantes das forças de segurança continuam a ser vacinados nas seis UBS Mais de Taubaté.

 Estas unidades também estão aplicando as demais vacinas do calendário de rotinas.

Segundo a Prefeitura de Taubaté, eventuais ajustes na grade de programação podem ocorrer a partir da próxima semana.

Pinda registra mais duas mortes por coronavírus e chega a cinco óbitos pela doença

Pinda registra mais duas mortes por coronavírus e chega a cinco óbitos pela doença

Pindamonhangaba registrou mais duas mortes por coronavírus nesta terça-feira dia 2.

 Os óbitos foram de um homem de 85 anos, morador do Ouro Verde, e uma mulher de 70 anos, da Vila Rica. Com esses casos, a cidade passa a ter cinco mortes pela doença.

As mortes foram informadas pela Vigilância Epidemiológica de Pindamonhangaba.

Elas ainda não constam nos balanços dos governos estadual e federal.

Pindamonhangaba tem 50 casos confirmados de coronavírus, de acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pelo município.

 São 30 pessoas recuperadas, 13 em isolamento domiciliar, dois internados e cinco mortes.

Go to top